Jogos Paralímpicos

Jogos Paralímpicos: Simone Fragoso na final dos 50m livres

Simone Fragoso, que pela primeira vez vai marcar presença numa final em Jogos Paralímpicos, admitiu ter conseguido “quase um milagre” e promete tentar fazer ainda mais na final, agendada para as 20h14.

“Estou cansadíssima. Fiz o meu tempinho, no segundo 44 e consegui passar à final. Não estava nada à espera, já tinha dito que conseguir isto seria quase um milagre”, afirmou a atleta no final da eliminatória.

Simone Fragoso, que tem nanismo, nadou em 44,49 segundos, abaixo da sua melhor marca, 44,17s, que é recorde nacional, ficando a 8,06s do melhor tempo, conseguido pela ucraniana Nataila Prologaieva.

“Estou com esperanças de melhorar o meu recorde na final. Elas [as adversárias] que se preparem para a tarde”, afirmou a nadadora, que foi a primeira portuguesa a entrar em competição nos Jogos Paralímpicos Londres 2012, onde Portugal está representado por 30 atletas.

A nadadora, que na quarta-feira completou 32 anos, foi bastante apoiada nas bancadas, por outros atletas da missão lusa, assegura que entre o imenso barulho conseguiu ouvir a voz da mãe, que foi a Londres ver a prova.

“No meio de milhares de pessoas consegui ouvir a minha mãe. Ela tem uma forma especial de dizer o meu nome”, explicou.

Em Londres, além da final de hoje, Simone Fragoso vai ainda nadar os 50 metros mariposa e os 100 metros livres, provas cujas eliminatórias estão agendadas para 7 e 8 de Setembro respectivamente.

Os nadadores com deficiências locomotoras são agrupados nos diversos estilos (livre, costas, bruços, mariposa e estilos) de acordo com as suas capacidades funcionais através de avaliações, nomeadamente, da força muscular, coordenação e limitação de movimentos.