UEFA

PAOK e Rapid Viena castigados pela UEFA

Os incidentes foram provocados pelos adeptos gregos em Salónica
Foto
Os incidentes foram provocados pelos adeptos gregos em Salónica DR

Os dois clubes terão que realizar jogos à porta fechada após os incidentes entre adeptos gregos e austriacos na partida de 23 de Agosto, em Salónica.

O PAOK e Rapid Viena foram castigados pelo Comité de Controlo e Disciplina da UEFA na sequência dos incidentes no encontro da primeira mão do play-off de acesso à fase de grupos da Liga Europa.

Os dois clubes foram acusados pela UEFA de conduta imprópria dos adeptos - distúrbios nas bancadas, invasão do campo, activação e lançamento de objectos e tochas.

Em consequência dessas acusações, o PAOK foi condenado a disputar os próximos três jogos em casa das competições europeias à porta fechada e terá que pagar uma multa de 150 mil euros. O Rapid terá que pagar 75 mil euros e disputar o próximo encontro em Viena das competições europeias à porta fechada. Este castigo não se aplica ao desafio da segunda mão do play-off da entre as duas equipas, marcado para a próxima quinta-feira, 30 de Agosto, em Viena.

PAOK e Rapid foram ainda desqualificados de uma competição a decorrer e/ou excluídos da próxima prova para que se qualifiquem nos próximos cinco anos. Estas punições aos dois clubes ficam, no entanto, suspensas durante um período de três anos.

Sugerir correcção