Futebol internacional

Tottenham de Villas-Boas cede empate nos últimos minutos

Villas-Boas nem quer acreditar
Foto
Villas-Boas nem quer acreditar Foto: Chris Helgren/Reuters

Depois de uma derrota (1-2) na primeira jornada da Premier League, frente ao Newcastle, o Tottenham de André Villas-Boas voltou a escorregar. Os “spurs” conseguiram quebrar a resistência do West Bromwich Albion aos 74’, com um golo de Assou-Ekotto, mas não saborearem a vitória.

James Morrison, já no período de compensação, garantiu um ponto para a equipa visitante e deixou o treinador português à beira de um ataque de nervos.

Em Manchester – e perante o olhar do campeão olímpico dos 100m e 200m Usain Bolt –, o United começou a todo o gás frente ao Fulham, e ao intervalo ganhava por 3-1. Os visitantes foram os primeiros a marcar (Damien Duff logo aos três minutos), mas os reforços Robin van Persie (10’) e Shinji Kagawa (35’) colocaram os “red devils” na frente do marcador. Rafael, ainda antes do intervalo, ampliou a vantagem da equipa de Alex Ferguson.

Na segunda parte o United tirou o pé do acelerador e o Fulham foi-se tornando perigoso. David de Gea brilhou entre os postes para evitar o golo dos visitantes, mas não conseguiu impedir a “traição” de Vidic, que marcou na própria baliza e fez o 3-2 final.

Rooney, que foi suplente utilizado (entrou aos 68’) teve de sair mais cedo, com uma ferida na perna. “É um golpe muito feio. Ele foi levado para o hospital e creio que estará indisponível por quatro semanas”, afirmou Alex Ferguson no final da partida.

Destaque ainda para a vitória (3-0) do Swansea frente ao West Ham (Ricardo Vaz Tê entrou no início da segunda parte). A equipa de Michael Laudrup continua em grande forma e somou a segunda vitória consecutiva. Angel Rangel (20’) e Michu (29’) marcaram na primeira parte e Danny Graham (64’) fechou o resultado no segundo tempo.

Depois de ter jogado a meio da semana (4-2 ao Reading, em partida antecipada da terceira jornada da Premier League), o Chelsea recebeu e venceu o Newcastle por 2-0. Os “blues” adiantaram-se no marcador com um golo do reforço Eden Hazard (22’), que converteu com sucesso a grande penalidade cometida por Anita sobre Fernando Torres.

O avançado internacional espanhol faria o 2-0 em cima do intervalo, oferecendo a Roberto di Matteo a terceira vitória em outros tantos encontros na Premier League.

Liga inglesa

Swansea-West Ham, 3-0


Norwich-QPR, 1-1


Sunderland-Reading, (adiado)


Southampton-Wigan, 0-2


Aston Villa-Everton, 1-3


Tottenham-West Bromwich, 1-1


Manchester United-Fulham, 3-2


Chelsea-Newcastle, 2-0


Notícia actualizada às 19h36
Sugerir correcção