Caso Luisão

“Benfica diz que Luisão tem poucas hipóteses de ser castigado”

O caso Luisão continua a dar que falar
Foto
O caso Luisão continua a dar que falar DR

O empresário de Luisão, Giuliano Bertolucci, considera “difícil” que o central do Benfica venha a ser castigado pelo encontrão ao árbitro alemão Christian Fischer, durante o jogo particular com o Fortuna Dusseldorf, e revelou que essa é também a convicção dos dirigentes do Benfica.

“A direcção está falando que ele tem poucas hipóteses de ser castigado”, disse Giuliano Bertolucci, em declarações à Antena 1.

O empresário disse ainda que Luisão está “focado no trabalho, no dia-a-dia, nos jogos” e que está de “consciência tranquila”.

“Ele está de consciência tranquila, foi um incidente, foi defender um companheiro. Não teve intenção e acha que não foi para tudo aquilo”, acrescentou Giuliano Bertolucci.

O central do Benfica aguarda agora que o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) tome uma decisão no âmbito do processo disciplinar que foi aberto na semana passada.

O quadro legal a aplicar no caso de uma eventual sanção a Luisão tem sido alvo de algumas dúvidas, pelo facto de se ter tratado de um jogo particular e de o caso estar a ser avaliado pela secção não profissional do CD da FPF.

O jurista João Diogo Manteigas defendeu na segunda-feira, num artigo de opinião no site do “Expresso”, que o caso deve ser analisado segundo o Regulamento Disciplinar da Liga, nomeadamente o artigo 145.º, relativo a agressões.

“Será este o ponto de partida para se aplicar uma suspensão entre um mínimo de 3 meses e um máximo de 3 anos (com especial gravidade) ou entre um mínimo de 2 meses e um máximo de 2 anos (sem especial gravidade)”, escreve o jurista.

O Conselho de Disciplina atribuiu a este caso carácter de “urgência”, pelo que se espera uma decisão num prazo máximo de 15 dias.

Sugerir correcção