Vítor Pereira: “Foi um resultado justo, frente a um adversário muito competitivo”

Foto
O treinador do FC Porto ficou contente com o trabalho da equipa Foto: Miguel Riopa/AFP (arquivo)

“Defrontámos uma boa equipa, organizada. Tivemos momentos bons. No final da primeira parte, deixámos o jogo cair um bocadinho, perdemos o controlo. Deixámos de fazer o nosso jogo, de ter o controlo da bola. Na segunda parte, entrámos de novo bem. Na parte final, a Académica também acreditava, também tem os seus trunfos, e acabámos por ser felizes na forma como marcámos.”

“Estou satisfeito com os que jogaram, com a equipa. Trabalhou muito. Foi mais um jogo em que não sofremos qualquer golo. A equipa está coesa. Criámos algumas situações, podíamos ter feito um golo mais cedo. O Hulk? Não penso nos jogadores que faltam, estou satisfeito com os que tenho.”

“Quanto ao Jackson, o que lhe peço é para trabalhar para a equipa. Os golos vão acontecer naturalmente. É um goleador, joga com muita qualidade. Com o tempo e o relacionamento com os colegas, vai crescer em termos de jogo individual e vai ajudar-nos a crescer em termos colectivo. Hoje, trabalhou muito e na hora certa apareceu a marcar um golo.”

Pedro Emanuel, treinador da Académica

: “Isto é futebol, alta competição. Depois de esforço sobre-humano, era um momento em que todos pensam no prolongamento e geríamos as substituições. Foi um momento complicado para sofrermos um golo, em lance fortuito. É futebol.”

“Parabéns aos jogadores, pela dedicação tremenda, abnegação, espírito de sacrifício. Nesta altura do ano não é fácil.”

“A disputa de um troféu é sempre motivante para os atletas. Tenho de lhes dar os parabéns. Portaram-se de forma brilhante e, acima de tudo, com grande estoicismo.”

“O segredo é os jogadores terem a capacidade para interpretar o que queremos fazer em campo. Espírito colectivo, humidade para crescer e ser melhor a cada dia que passa.”

Jackson Martinez, jogador do FC Porto

: “Estava difícil ganhar à Académica. Sabíamos que é uma equipa que corre os 90 minutos. Tentaram jogar bom futebol e com isso complicaram, mas no fim conseguimos vencer, que foi o mais importante.”

“Agora é desfrutar primeiro e pensar que há que continuar a trabalhar. Há coisas melhores para vir. O campeonato vai ser muito mais forte.”

João Real, jogador da Académica

: “Tínhamos uma estratégia bem definida. Sabíamos do poderio do FC Porto, campeão nacional. Tem dominado as competições em Portugal nos últimos anos.”

“É sempre inglório sofrer um golo praticamente em cima da hora, mas temos de viver com isso. É futebol. Parabéns ao FC Porto.”

“Para mim a justiça é quem marca golos. O FC Porto fez um, nós não. Agora é seguir em frente e olhar para o campeonato. O FC Porto fez um golo, foi melhor.”