Crónica de jogo

Jackson Martínez, o grande reforço do FC Porto, já rendeu primeiro troféu

Mais um troféu para o FC Porto de Vítor Pereira
Foto
Mais um troféu para o FC Porto de Vítor Pereira Foto: Francisco Leong/AFP

O FC Porto venceu pela quarta vez consecutiva a Supertaça. Derrotou neste sábado (1-0) a Académica mesmo ao cair do pano com um golo do reforço colombiano Jackson Martínez, um jogador que promete ser o homem de área que os portistas não tiveram na temporada passada. Aproveitou um cruzamento de Miguel Lopes, saltou mais alto que toda a gente e cabeceou para o fundo da baliza. Mas não foi uma vitória fácil frente a uma Académica que se revelou organizada e com reforços que podem ajudar a equipa a repetir uma boa temporada.

Desfalcado de elementos como Hulk, Vítor Pereira sentiu alguns problemas com o flanco esquerdo da sua equipa. O jovem Atsu, acusou a responsabilidade do jogo. Atrás de si actuou, devido aos problemas disciplinares de Álvaro Pereira, Mangala, que também não foi a melhor ajuda para dar importância à asa esquerda. Salvou-se o entendimento, na direita, entre James, Lucho e com o lateral Miguel Lopes. Mas raras vezes conseguiram colocar a bola em condições no grande reforço dos campeões nacionais Jackson Martínez. O colombiano mostrou qualidade e conseguiu disfarçar alguma falta de entrosamento com a sua capacidade física, técnica e a capacidade de jogar fácil. Parece ser o homem de área que a equipa não teve na temporada passada, apesar de ter desperdiçado uma boa oportunidade, quando aos 47’, teve quase tudo para fazer golo, mas rematou fraco por cima.

O jogo foi intenso, mas sem grandes oportunidades. Também muito por culpa da Académica, que se apresentou com um sistema seguro. Pedro Emanuel parece ter uma equipa competitiva. Com reforços que parecem ter valor. Um deles é Makelele, um médio brasileiro que dá consistência ao meio-campo e sabe sair a jogar, contando mais à frente com Cleyton, um jogador de 22 anos, com boa leitura de jogo. Rodrigo Galo e Hélder Cabral, por seu lado, são dois laterais de bom nível. Na frente de ataque aparece Salim Cissé, um guineense de apenas 19 anos, que se sabe movimentar e tem sentido de baliza.

O FC Porto teve mais bola, mas poucas oportunidades de golo. O primeiro verdadeiro lance de perigo apareceu apenas, aos 25’, num livre de Maicon que Ricardo defendeu para a frente. A Académica contou apenas com um livre de Hélder Cabral que passou junto ao poste de Helton e um bom passe de Cleyton para Cissé que Maicon salvou.

Quando Vítor Pereira apostou na entrada de Moutinho para o lugar de Defour e Djalma para o lugar de Atsu, o FC Porto esteve perto do golo, aos 67’, num remate de bicicleta de Otamendi. Ricardo defendeu em cima da linha de golo. Mas o jogo só se decidiria quando já todos pensavam no prolongamento.


POSITIVO e NEGATIVO

+


Hélder Cabral
O lateral da Académica esteve em grande nível. Mostrou-se sempre seguro a defender e soube sempre atacar. Um bom jogo do português numa equipa que pode voltar a surpreender esta temporada.

Jackson Martínez
O ponta-de-lança em quem o FC Porto investiu vários milhões de euros começou já a mostrar as suas qualidades de goleador. Sabe jogar fácil, tem técnica e capacidade física. Quando o jogo estava para ir para prolongamento decidiu tudo. Brilharam ainda James e Maicon.

-


Atsu
O jovem avançado do FC Porto não esteve ao seu melhor nível no primeiro jogo a sério. O FC Porto foi quase uma nulidade pelo flanco esquerdo. Muito por culpa do ganês que nunca conseguiu mostrar as suas qualidades.
Ficha de jogoFC Porto, 1
Académica, 0

Estádio Municipal de Aveiro. Espectadores 26.825

FC Porto

Helton, Nuno Lopes, Maicon, Otamendi, Mangala, Fernando, Lucho (Varela, 86’), Defour (João Moutinho, 57’), James Rodríguez, Jackson Martínez e Christian Atsu (Djalma, 57’).

Treinador

Vítor Pereira.

Académica

Ricardo, Rodrigo Galo, João Real, Reiner Ferreira, Hélder Cabral, Flávio Ferreira, Makelele, Cleyton, Marinho (Magique, 87’), Cissé e Afonso (John Ogu, 70’).

Treinador

Pedro Emanuel.

Árbitro

Olegário Benquerença, de Leiria.

Amarelos

Defour (52’), Hélder Cabral (60’), Otamendi (88’) e Jackson Martinez (90+1’).

Golo

1-0, por Jackson Martínez, aos 90’

Notícia actualizada às 23h32
Sugerir correcção