Ciclismo

Ciclista francês detido por suspeita de “doping” no Tour

Di Gregorio estava sob escuta
Foto
Di Gregorio estava sob escuta Pascal Pavani/AFP

Rémy Di Gregorio, ciclista da Cofidis, foi detido nesta terça-feira, no âmbito de uma investigação sobre “doping”.

A notícia foi avançada pela agência AFP e pelo jornal L´’Équipe, no dia em que a polícia francesa fez uma rusga ao hotel da equipa, em Bourg-en-Bess.

Segundo o "L’Équipe", Rémy Di Gregorio (ex-ciclista da Astana) estava sob escuta no âmbito de uma investigação à equipa cazaque e terá sido “traído” por uma chamada telefónica para um suposto fornecedor de substâncias proibidas.

Além de Di Gregorio, foram também detidos mais dois homens.

Estas detenções surgem no primeiro dia de folga da edição deste ano da Volta à França.

A equipa Cofidis, entretanto, anunciou a suspensão imediata do ciclista.

“Rémy Di Gregorio está agora provisoriamente suspenso, à espera de mais informações relativas aos factos de que é acusado (…) “Nós acreditamos que este incidente isolado não deverá afectar a participação da equipa na Volta à França e penalizar aqueles que não fizeram nada de errado", pode ler-se no comunicado da equipa.

Notícia actualizada às 15h23