Portugal registou incidentes com 43 implantes em 34 mulheres

Foto
O president da Poly Implant Prothese (PIP), Jean-Claude Mas, responsável pelos implantes Foto: AFP

Este organismo do Ministério da Saúde diz que, juntamente com a Direcção-Geral de Saúde (DGS), continua “a seguir os casos reportados e os procedimentos adoptados a nível nacional e internacional”.

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) garante a remoção dos implantes com complicações, embora a sua substituição nos serviços de saúde públicos só aconteça em duas situações: quando colocados no SNS e sempre que a razão do implante seja a ablação da mama por doença.

Estima-se que existam em Portugal duas mil mulheres com implantes Poly Implant Prothese (PIP), sendo previsível que 20 a 25% das 4000 próteses colocadas venham a dar problemas “a curto prazo”, segundo a Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética (SPCPRE).

Sugerir correcção
Comentar