DR
Foto
DR

Andar com uma câmara fotográfica Instagram ao pescoço

Falámos com António De Rosa, responsável pela Instagram Socialmatic Camera, que promete combinar a "app" Instagram e a impressão de uma Polaroid

"Tenta imaginar: tiras uma foto de um beijo profundo e apaixonado entre dois homens mais velhos e partilhas no Instagram..." É assim que António De Rosa começa por explicar ao P3 o que a Instagram Socialmatic Camera poderá fazer. "Depois, decides imprimir e acrescentas um comentário na parte inferior da foto." Mas ainda há mais: "a seguir, colas a foto onde quiseres e no topo da imagem impressa está o 'nickname' e o código QR dos utilizadores do Instagram, para que, quem gostar da fotografia, possa seguir-te no serviço online." E, já agora, também é possível partilhar a imagem no Facebook.

 


PÚBLICO -
Foto

Parece uma máquina fotográfica de sonho? Poderá tornar-se realidade em breve. Antonio De Rosa, fundador da empresa italiana ADR Studio, responsável por este projecto, desenhou a Instagram Socialmatic Camera. “Tentei criar um conceito revolucionário”, confessa. Para já é isso mesmo, apenas um conceito, mas, segundo o responsável, esta câmara poderá estar nas mãos de muita gente já em 2013.

PÚBLICO -
Foto

 

PÚBLICO -
Foto

Apaixonado pelos produtos da Apple, este designer gráfico de 36 anos quis criar uma máquina fotográfica com as características do Instagram, um serviço e uma aplicação móvel que possibilita dar às imagens actuais um toque de outros tempos, partilhando-as de seguida.

 

A Instagram Socialmatic Camera terá duas lentes, uma para a captação principal e outra para filtros 3D e aplicações de webcam. Esta construção vai permitir fotografar e, em seguida, alterar a estética das imagens como acontece na aplicação Instagram.

 

Outro dos motivos para Antonio De Rosa conceber esta câmara foi por considerar ser "necessária uma aproximação entre as redes sociais e a vida real". Por isso, será possível partilhar as fotos no Facebook graças a uma aplicação integrada. "Eu penso que a Socialmatic pode trazer à vida real algumas acções criadas online."

 

E o design da câmara também segue o desejo de tornar física a aplicação, sendo inspirado pelo ícone da Instagram. “Ou seja, um visual à anos 70, mas com um toque de modernidade, baseado nos produtos da Apple”, revela o responsável.

 

Uma câmara Instagram ao estilo Polaroid

Mas esta máquina fotográfica promete mais do que o clique e tratamento das imagens. As fotos que parecem de outros tempos podem ser impressas como se fossem captadas por uma câmara de outros tempos, a Polaroid. A nova máquina fotográfica foi pensada contendo uma impressora interna, com quatro reservatórios de tinta, imprimindo as fotos em tempo real.

 

Clica-se, imprime-se e cola-se onde se quiser, já que uma fotografia também poderá funcionar como um "post-it". Para tal, será produzido papel de impressão específico e os utilizadores vão, ainda, poder escrever na parte inferior dessas imagens. 

 

Além disso, todos poderão saber quem é o autor de uma foto, porque a imagem irá conter o "nickname" e o código QR dos utilizadores no Instagram.

 

Estética dos 70 "não é uma marca registada"

Recentemente, a ADR Studio estabeleceu uma parceria com a Global Mobile Network Inc., que ficará responsável por construir o primeiro protótipo da máquina fotográfica, passando, depois, à produção em série. Mas para que o projecto arranque, realmente, Antonio De Rosa tem de angariar 50 mil euros. Por isso, está inscrito no Indiegogo, onde quem quiser pode doar dinheiro, recebendo, em troca, um desconto quando e se a câmara chegar ao mercado.

 

Questionado sobre o possível preço de um produto como este, Antonio De Rosa afirma que a Instagram Socialmatic poderá custar 350 euros.

 

Em Abril, o Facebook comprou a aplicação Instagram, que é gratuita, por cerca de mil milhões de dólares (762 milhões de euros). A ADR está a tentar entrar em contacto com os responsáveis para obter uma autorização. "É claro que temos um plano B", admite o designer gráfico, não revelando, contudo, mais detalhes. No entanto, na sua página do Indiegogo, explica que, se não receber um "sim", não utilizará o logótipo do Instagram, mas destaca, também, que a estética característica dos anos 70 "não é uma marca registada", podendo, por isso, avançar com a marca "Socialmatic".

 

Por enquanto, o designer da Instagram Socialmatic Camera espera que a máquina fotográfica capte a atenção dos criadores e donos do serviço. "Parece que o mundo precisa de um produto assim!"