Música foi gravada para dar força à selecção e força ao Ronaldo Carl de Souza/AFP
Foto
Música foi gravada para dar força à selecção e força ao Ronaldo Carl de Souza/AFP

“Chuta Ronaldo”, cantam eles

"Esta é uma história / de um miúdo da Madeira / que sonhava ser / jogador de futebol". É uma versão que os Tara Perdida fizeram a partir de "Chuta Cavalo", dos Peste & Sida

A gravação de "Chuta Cavalo", música da banda Peste & Sida, e cantada, agora, pelos Tara Perdida, inspirou uma nova versão, patriótica e com um "timing" perfeito para o Campeonato Europeu de Futebol 2012: "Chuta Ronaldo".

 

Os Tara Perdida voltaram ao estúdio em Janeiro para gravar um disco tributo aos 25 anos dos Peste & Sida. Durante as gravações de Chuta Cavalo, "surgiu a ideia em tom de brincadeira: 'Chuta Cavalo', 'Chuta Ronaldo'", revela Jaime Sousa, baixista dos Tara Perdida.

PÚBLICO -
Foto
Capa da música Chuta Ronaldo dos Tara Perdida DR

 

A banda, que conta com a voz de João Ribas (ex-Censurados) e que se juntou pela primeira vez no Dia de Portugal, a 10 de Junho de 1995, mostra o seu patriotismo e a sua admiração por Cristiano Ronaldo nesta versão alternativa de "Chuta Cavalo", música dos Peste & Sida gravada pela primeira vez em 1989.

 

PÚBLICO -
Foto
Capa da música Chuta Ronaldo dos Tara Perdida DR

A composição da nova letra, da autoria de Ganso, aconteceu de forma quase tão acelerada como o CR7 corre em campo. Jaime Sousa afirma que "saiu naturalmente, foi uma coisa rápida. Teve-se ideia, passou-se logo para papel, as palavras saíram." Assim, além de "Chuta Cavalo", nesse dia no estúdio também foi gravado "Chuta Ronaldo".

 

A escrita da letra não obrigou a qualquer pesquisa intensiva. "Pelo menos, as partes de que nós falámos, a ida para Alvalade, para Manchester, depois para o Real Madrid e, também, a Bola de Ouro... Acho que isso é do conhecimento de qualquer português", afirma o músico. "Ou pelo menos, de qualquer cidadão que goste de futebol!"

 

Do punk ao Bailinho da Madeira

Depois de mencionar que o sonho do CR7 em ser o "número um" não ficou "sozinho", até porque partilha o posto "com o maior treinador, mister José Mourinho", a música prossegue com uns quantos "Olé, Olé"; no fim, ao estilo punk tardio junta-se o Bailinho da Madeira, uma homenagem ao berço de Cristiano Ronaldo, e os dois estilos até podem combinar melhor do que aquilo que se pensaria. "Por acaso, havia uma sequência que dava para fazer com as notas do Bailinho da Madeira. Já foi no final que nos lembrámos de acrescentar isso", conta o baixista dos Tara Perdida.

 

E Ronaldo, já ouviu a música? "Não sei, mas também não estou preocupado com isso", admite Jaime Sousa. "Não houve reacção da parte de ninguém da selecção nacional, mas acho que é  normal que não haja. Eles têm é de estar concentrados a jogar e a fazer o bom trabalho que continuam a fazer no Euro 2012."

 

Quanto aos prognósticos para o jogo de quarta-feira, 27 de Junho, contra a Espanha, Jaime Sousa não tem dúvidas de que Portugal vai ganhar e que Ronaldo vai chutar e chutar bem. "Claro que acredito que vai marcar e mais do que um!" Mas se não for Cristiano, poderá ser outro jogador. "Desde que ganhemos, não me importo nada que sejam outros a marcar."

 

Para a nova versão de "Chuta Cavalo" é que já não serviria qualquer atleta da selecção portuguesa de futebol. "Os nomes de alguns jogadores não ficavam bem na métrica", refere Jaime. Aqueles que não têm nomes com três sílabas e que não se encaixam na métrica, estavam, assim, fora de jogo. "Ronaldo fica bem. Talvez, Meireles também ficasse. Nani, se calhar, nem tanto."

 

A música, que foi disponibilizada gratuitamente em diversos sites dos Tara Perdida, não vai ser editada em disco. Jaime Sousa explica que a canção surgiu, apenas, "para ser lançada agora para o Euro 2012, para dar força à selecção e força ao Ronaldo". Mesmo sem ser faixa de um álbum, "Chuta Ronaldo" deverá ser entoada nos concertos, nos estádios e nas salas de estar de muitos portugueses.