Sporting

Cristóvão indiciado por cinco crimes e proibido de contactar dirigentes

Pereira Cristóvão
Foto
Pereira Cristóvão Nuno Ferreira Santos

O ex-vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, foi nesta quinta-feira proibido pelo juiz de instrução de entrar em qualquer instalação do Sporting e de contactar elementos do clube, além de estar impedido de exercer qualquer cargo na instituição.

Pereira Cristóvão esteve mais de oito horas no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa, onde foi ouvido por um juiz.

O primeiro interrogatório judicial estava marcado para as 13h30 e terminou já depois das 21h30 altura em que o ex-dirigente desportivo abandonou o Campus da Justiça na companhia do seu advogado, Rogério Alves, que adiantou que consultou o processo durante uma hora.

Numa nota divulgada já depois das 22h, o Ministério Público confirma que o ex-vice-presidente do Sporting está indiciado por cinco crimes: denúncia caluniosa, devassa da vida privada através da informática, burla qualificada, peculato e branqueamento de capitais.