Crise do euro

Espanha pedirá ajuda no sábado, segundo a imprensa

Foto
Foto: Susana Vera/ Reuters (arquivo)

A Espanha pedirá no fim-de-semana ajuda financeira para os bancos em dificuldades, de modo a impedir um agravamento da confusão nos mercados, tornando-se assim o quarto – e o maior – país da zona euro a ficar sob assistência financeira desde o início da crise da dívida.

Dois altos-funcionários europeus disseram à agência britânica Reuters que os ministros das Finanças dos 17 países da zona euro terão no sábado uma reunião por teleconferência para discutirem o pedido espanhol de um pacote de ajuda, apesar de ainda não ter sido definido qualquer valor.

Uma das fontes da Reuters disse que “o anúncio é esperado para sábado à tarde”.

Porém, o Governo do primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy já disse que “não tem conhecimento” do calendário avançado pela Reuters, noticia o diário espanhol El Mundo no seu site.

E um porta-voz da Comissão Europeia diz que de facto se prevê que seja convocada uma teleconferência do Eurogrupo com urgência, mas apenas após o FMI anunciar, na segunda-feira, a estimativa do valor necessário para a banca espanhola. Um porta-voz da comissão disse já que ainda não está convocada nenhuma reunião dos ministros do euro para o fim-de-semana.

A Fitch baixou na quinta-feira o rating da Espanha em três níveis, dizendo que os bancos devem precisar de 60 mil milhões a 100 mil milhões de euros a curto prazo. No entanto, foi avançada há poucos dias a informação de que o relatório do FMI estimaria apenas 40 mil milhões de euros.