Morreu o treinador espanhol Manuel Preciado

Foto
Manuel Preciado envolveu-se numa polémica com José Mourinho, que foi sanada já este ano Foto: Felix Ordonez/Reuters

A vida de Preciado foi marcada pela tragédia pessoal na última década. Em 2002, a sua mulher faleceu de cancro na pele; em 2004, o seu filho mais novo morreu num acidente de viação; e há pouco mais de um ano, o seu pai morreu atropelado.

Manuel Preciado começou a carreira de treinador em 1995, no modesto RS Gimnástica de Torrelavega, mas atingiu a notoriedade como responsável do Sporting de Gijón, entre 2006 e 2012. Iria ser apresentado sexta-feira como treinador do Villarreal, que desceu este ano à II Divisão do futebol espanhol.

A morte de Manuel Preciado – nascido a 28 de Agosto de 1957 em Astillero, na Cantábria – foi noticiada no site oficial do Sporting de Gijón. "Com profunda tristeza, o Real Sporting de Gijón transmite o seu pesar por esta perda tão triste, de uma pessoa que faz parte da história do clube, e envia as suas sentidas condolências à família neste momento de dor", lê-se no comunicado.

Também o Villarreal CF lamentou a morte de Manuel Preciado, através de uma nota no seu site oficial: "O Vlillarreal quer manifestar o seu mais profundo pesar por esta triste perda e envia as suas condolências à sua família e amigos".

A polémica com José Mourinho

O nome de Manuel Preciado foi muito falado em Portugal no final de 2010, quando se envolveu numa polémica com José Mourinho.

Tal como o PÚBLICO escreveu então, o treinador do Sporting Gijón não poupou nas palavras quando falou sobre José Mourinho. "É um canalha e um mau companheiro", disse em conferência de imprensa, depois de ter sido confrontado com as críticas que José Mourinho fez ao "onze" que o Gijón apresentou frente ao Barcelona (supostamente um "onze" de segunda linha). "Não gosto de Mourinho e vou dizer-lhe na cara. Quem é que ele julga que é?"

"Faltou ao respeito a uma entidade modesta como é o Sp. Gijón e vai encontrar um forno a escaldar. Podemos ser uma equipa pequena, mas merecemos o mesmo respeito que ele, como todos os seus títulos", acentuou Preciado.

O reencontro entre Preciado e o treinador português

Numa demonstração de que a polémica tinha sido ultrapassada, Manuel Preciado visitou o campo de treinos do Real Madrid há apenas três meses, tendo abraçado e elogiado o treinador português.

"Eu e o Mourinho temos agora uma relação magnífica. Sou admirador do seu comportamento e ele também me tem em grande estima. É um grande treinador. O seu palmarés comprova-o, tal como a sua vitalidade diária. Torna-se fácil perceber o seu sucesso quando se vê como trabalha e como motiva os seus homens. É um verdadeiro numero uno", disse Preciado em declarações ao site oficial do Real Madrid.

O treinador português deixou hoje uma mensagem no site oficial do Real Madrid, onde lembra Manuel Preciado como uma pessoa de "carácter, transparência e valor para lutar contra as adversidades".

"Não sou ninguém para pretender louvar a vida de Manuel Preciado, que se desfez hoje em mil pedaços. Mas, como colega e homem do futebol, desejo neste momento muito duro enviar a minha humilde mensagem de dor a todos os seus, à sua família, à sua gente do Sporting [de Gijón], do Racing, do Levante e do Villarreal, clube que seguramente iria retirar da Segunda Divisão; a todas as equipas em deixou a sua marca. O Manolo foi sempre digno rival, que descobri quando nos visitou, no passado mês de Março, em Valdebebas. Ele tinha tudo aquilo que aprecio nas pessoas e nos desportistas: carácter, transparência e valor para lutar contra as adversidades, que foram especialmente duras no seu caso. Deixou-nos uma figura do futebol e, sobretudo, uma pessoa muito especial. Dou todo o meu apoio aos que o apreciaram de todo o coração. A minha recordação será sentida e permanente", escreveu José Mourinho.