Morreu antifascista Hermínio Almeida Marvão

O antifascista Hermínio Almeida Marvão, de 82 anos, morreu nesta quarta-feira, em casa, em Lisboa, vítima de doença, informou à agência Lusa o filho, Pedro Benamor Marvão.

Economista de formação, Almeida Marvão pertenceu à Direcção Central do MUD-Juvenil e foi preso político durante quatro anos e meio.

Natural de Estremoz, Hermínio Marvão foi director de Planeamento Económico da Shell, delegado do Governo da Soponata - Sociedade Portuguesa de Navios Tanques, onde assumiu posteriormente a presidência do Conselho de Administração.

O corpo de Almeida Marvão vai estar em câmara ardente na Basílica da Estrela, em Lisboa, de onde sairá na sexta-feira para o Cemitério do Alto de São João, onde será cremado.