Mecanismo é utilizado para situações de emergência

BCE está a injectar 100 mil milhões para salvar a Grécia

Banco central grego estará a injectar verbas nas instituições financeiras
Foto
Banco central grego estará a injectar verbas nas instituições financeiras REUTERS/Yiorgos Karahalis

Instituição estará a injectar 100 mil milhões de euros na banca grega, noticia o Financial Times. Será esta a solução para evitar que Atenas saia do euro.

De acordo com o diário britânico, esta operação está a ser gerida secretamente pelo Banco Central Europeu (BCE), através do mecanismo Assistência de Liquidez de Emergência (ELA), utilizado apenas em situações limite, como aconteceu na Irlanda.

Embora a notícia não tenha sido confirmada por fontes oficiais, o Financial Times garante que a instituição liderada por Mario Draghi já entrou em cena, estando a injectar dinheiro nos bancos helénicos, através do banco central grego, num total de 100 mil milhões de euros.

O ELA deu ao BCE “um poder substancial para decidir o destino dos países” e é uma “matéria sobre a qual o banco central tem muita relutância em dar informações”, escreve o jornal, citando o último relatório do banco central, no qual está inscrito um valor de 121 mil milhões de euros para “outros empréstimos nas instituições financeiras da zona euro”.

Analistas do Barclays citados pelo Financial Times referiram que a Grécia estará já a utilizar 96 mil milhões de euros através do ELA, sendo que também a Irlanda e Chipre terão recorrido ao mecanismo de emergência.