05-18-2012

Dia Internacional do Fascínio das Plantas no Campus de Oeiras

Associando-se a outras entidades europeias, as instituições de investigação do Campus de Oeiras propõem-se organizar um conjunto de actividades a 18 de Maio, celebrando com o resto do mundo o primeiro dia internacional do fascínio das plantas "Fascination of Plants Day”. Para este dia estão planeados uma série de roteiros de ciência e natureza, actividades para todas as idades e concursos de criatividade. Entrada Livre. É necessária inscrição.

Roteiro das estufas: da planta para fora (ITQB, Instituto de Tecnologia Química e Biológica)

Visitar os ensaios a decorrer com plantas envasadas na estufa do ITQB. Explicaremos processos básicos das plantas como a fotossíntese e relações hídricas e apresentaremos as várias experiências em curso, alertando para a sua relevância científica e para a sociedade. Entre as espécies estudadas contam-se algumas de grande valor económico, alimentar e florestal (arroz, videira, sobreiro, choupo).

Roteiros dos laboratórios: da planta para dentro (ITQB)

Como se faz uma planta? Dentro da planta podem estabelecer-se três grandes níveis de organização fortemente interligados: o DNA, as proteínas e os metabolitos. Mas o que são? e como os estudamos?

Roteiro das propriedades das plantas (ITQB)

À procura de plantas surpreendentes para combater a cólera

A cólera é uma doença provocada por uma bactéria que se multiplica rapidamente no intestino humano produzindo uma potente toxina que provoca diarreia intensa. Um dos projectos de investigação em curso no ITQB procura encontrar plantas comuns com propriedades úteis no combate à cólera, como por exemplo impedir o crescimento ou mesmo matar as bactérias, neutralizar a toxina da cólera, ou servir como suplemento de vitaminas e microelementos. As plantas podem também servir para dar um sabor mais agradável à solução de água e açúcar, usada na re-hidratação das crianças doentes. Neste roteiro, vamos falar das plantas que usamos, de como preparamos as amostras e as testamos e dos resultados que obtivemos até agora.

Labirinto de plantas (ITQB)

Os participantes deverão identificar a família de uma planta partindo de uma prancha de herbário e seguindo um labirinto com perguntas de sim/não sobre as suas características botânicas. Uma vez conseguida a identificação, são propostas actividades interactivas que permitem entender melhor a família em questão, seja pela diversidade da população que incluem, quer pelos seus diversos usos e impacto na sociedade, e no planeta.

Pintar com plantas (ITQB)

Os participantes são convidados a fazer actividades de pintura usando pigmentos e corantes extraídos de plantas.

Roteiro da arte e ciência (IGC)

Pétalas, Píxeis e Pratos – um artista no laboratório

Durante a sua residência no Instituto Gulbenkian de Ciência, em 2010-11, Rob Kesseler, artista britânico, retratou as estruturas microscópicas e os padrões celulares de plantas silvestres Portuguesas, recorrendo a várias técnicas de microscopia. O resultado do seu trabalho é uma coleção de imagens poderosas, extremamente cromáticas, que se situam algures entre ciência e simbolismo. Num reflexo da forma em que a ciência e o mundo natural se fundem com muitos aspetos da vida diária, as suas imagens foram reproduzidas em tecidos e numa coleção de porcelana produzida em colaboração com Vista Alegre Atlântis. Pétalas, Píxeis e Pratos mostra uma parte do trabalho de Rob Kesseler.

Roteiro dos pequenos frutos (ITQB, IBET, INRB)

Apresentação da cultura do morangueiro em estufa, diferentes variedades, inimigos das culturas, etc.; avaliação gustativa de morango e framboesa; compostos bioactivos e saúde.

Roteiro dos Nutraceuticos (IBET)

Compreender porque é que se diz que os chás ou os sumos fazem bem e perceber as diferenças entre eles. Extração de compostos bioativos com impacto positivo na saúde a partir de plantas e/ou frutos. Breve actividade de identificação desses compostos por aplicação da técnica "Cromatografia de Camada Fina".

Roteiro das Plantas Tropicais (Eco-Bio/IICT)

Exposição guiada de plantas de Moçambique (ligadas aos projectos em curso no Eco-Bio) e derivados, fotografias, painéis e vídeos, com o objectivo de mostrar as diversas potencialidades das plantas tropicais para alimentação, saúde, habitação, energia, artesanato, mitos e crenças. O Centro Ciência Viva de Sintra associa-se ao IICT nesta iniciativa.

Roteiro A vinha e o vinho de Carcavelos (INRB)

O roteiro “A vinha e o vinho de Carcavelos” com início no átrio do auditório principal da Estação Agronómica Nacional, vai proporcionar uma visita à vinha com observação de diferenças existentes entre as castas. Será ainda possível observar nas folhas das videiras a manifestação de pragas e doenças que podem causar importantes prejuízos económicos, como por exemplo, a filoxera e os sintomas de vírus.O roteiro terminará na Adega onde será possível apreciar o aroma do vinho de Carcavelos.

Roteiro dos habitats naturais (INRB)

"Passeios de observação da Flora e Habitats Naturais da Quinta do Marquês" traduzidos em linguagem comum e referência a aspectos utilitários, históricos, agrícolas, florestais, económicos e como exemplo de relevância para a conservação da diversidade das plantas, dos ecossistemas e paisagens. Guiado por Jorge Capelo, investigador na área da Botânica e Ecologia da Vegetação do INRB.