Procuram-se teatros que precisem de cartazes

Fotogaleria

Procuram-se teatros que precisem de cartazes. O anúncio é virtual, o produto não. O projecto do mestrado em Ilustração de Mariana Baldaia não dói nada. A companhia de teatro diz que sim e ela — Designer? "100 por cento"; Fotógrafa? "Há quem diga que sim"; Ilustradora? "Em vias de ser". Freelancer? "Porque não?" — junta o útil ao agradável e reinventa cartazes como os desta galeria. Artisticamente falando, Mariana assume a sua poligamia. Desde a paixão pela fotografia, a traição com o design gráfico, a monotonia do desemprego e as alergias (pela perspectiva de um escritório cinzento) até ao verdadeiro amor. “Comecei a ver caras, figuras distorcidas, contorcidas e comecei a pintá-las incessantemente. A ilustração entrou-me de forma inesperada na vida, foi um caso muito intenso, diria até que estou... obcecada com a minha nova relação”, contou ao P3 Mariana, hoje com uma “relação poligâmica muito saudável”.

Sugerir correcção