Futebol

Euro 2012 escapa às lesões, o grande medo de estrelas e seleccionadores

Uma lesão deixou o avançado espanhol David Villa em risco de falhar o Euro 2012
Foto
Uma lesão deixou o avançado espanhol David Villa em risco de falhar o Euro 2012 Foto: Vincenzo Pinto/AFP

A um mês do arranque do Campeonato da Europa, os principais nomes das selecções apuradas têm conseguido fugir a problemas físicos complicados e estão quase todos aptos para a competição.

Antes de uma grande competição como o Campeonato da Europa, que se inicia daqui a precisamente um mês (arranca a 8 de Junho com o jogo inaugural entre a Polónia e a Grécia, em Varsóvia), as lesões dos futebolistas são o grande pesadelo dos seleccionadores. Mas quer os treinadores das 16 selecções apuradas para o Euro 2012, quer os adeptos têm tido até aqui boas notícias: as grandes estrelas como Ronaldo, Ribéry, Robben, Van Persie, Iniesta ou Xavi têm sido poupadas às lesões e deverão chegar à prova na Polónia e Ucrânia em condições.

Claro que há sempre más notícias e, desta vez, o seleccionador francês foi um dos azarados. Laurent Blanc ficou a saber este fim-de-semana que não vai poder contar com Bacary Sagna. O lateral partiu a perna no penúltimo jogo da temporada (na 37.ª e penúltima jornada da Premier League) e vai ficar de fora do Euro 2012. O jogador do Arsenal não é a principal estrela da equipa (longe do estatuto de um Benzema, Nasri ou Ribéry), mas a sua ausência vai obrigar a mexidas na defesa francesa.

Como Sagna e a França, a Itália sente a perda de Giuseppe Rossi, avançado do Villarreal, que rompeu os ligamentos da perna direita e não viajará com a selecção azzurra. Parece maldição. O atacante lesionou-se precisamente na mesma zona que o havia atirado para fora dos relvados em Outubro. E a Itália espera ainda a recuperação total de outro avançado, Antonio Cassano.

O atleta do Milan sofreu um AVC e esteve vários meses sem jogar – colocou-se a hipótese de o italiano nunca mais voltar aos relvados, mas recuperou e participou nas últimas jornadas da Série A. A sua convocatória continua a ser uma incógnita. Não fossem estes dois casos e Cesare Prandelli já tinha a sua dupla atacante, formada com Rossi e Cassano.

Estrelas falham apuramento

A campeã em título, Espanha, vai sentir a falta de David Villa. O avançado do Barcelona lesionou-se no Mundial de Clubes e ainda não regressou à equipa de Guardiola. O seleccionador espanhol Vicente del Bosque já veio dizer que irá esperar até ao "último momento". Esta será, talvez, e pelo menos até ao momento, a principal baixa do Europeu, pois Villa é um dos melhores marcadores da selecção roja.

Se se pode dizer que as lesões não irão afectar o Euro 2012, já as ausências de craques de selecções que não se conseguiram apurar vão deixar água na boca. O galês Gareth Bale, o avançado bósnio Dzeko eliminado por Portugal no play-off, os montenegrinos Stevan Jovetic, talento mediático da Fiorentina, e Mirko Vucinic, vital no recente título da Juventus, são alguns casos. Mas há mais. A Bélgica, por exemplo, falhou a qualificação e não mostra ao mundo Eden Hazard, jogador do Lille, Vincent Kompany, capitão do mais que provável campeão de Inglaterra Manchester City, e Moraune Fellaini, centrocampista do Everton.

Sportinguista Schaars nos primeiros eleitos

Stijnn Schaars é um dos 36 pré-convocados da selecção da Holanda para a participação no Campeonato Europeu. Bert van Marwijk incluiu o sportinguista na lista holandesa, selecção que será adversária de Portugal no Grupo B da competição. O técnico integrou ainda o avançado Ola John, que a imprensa tem anunciado como alvo do Benfica para a próxima época. Destaque ainda para a presença de Ibrahim Afellay, do Barcelona, que esteve lesionado praticamente toda a época, mas é apontado como um dos prováveis 27 que iniciarão o estágio na Suíça, a partir do dia 17.

A Alemanha, outra adversária da selecção de Paulo Bento, também divulgou uma lista de 27 pré-convocados, na qual figuram os principais jogadores germânicos, mas o técnico também promoveu duas estreias, o médio Julian Draxler (Schalke 04), de 18 anos, e o guarda-redes Marc-Andre ter Stegen (Borussia Moenchengladbach), de 20 anos. A Alemanha, que tem até 29 de Maio para divulgar os 23 jogadores definitivos para o Euro 2012, tem jogos particulares agendados para 26 de Maio, em Basileia, com a Suíça, e em 31 de Maio, com Israel, em Leipzig. A equipa alemã defronta Portugal a 9 de Junho, em Lviv, na Ucrânia.