Quase 700 mil portugueses têm créditos em atraso

Foto
Famílias sentem alívio nos empréstimos mas perdem na remuneração dos depósitos. Pedro Vilela

De acordo com os dados da Central de Responsabilidades do Crédito do Banco de Portugal, hoje divulgados, havia 699.129 particulares com crédito vencido no final de Março, o número mais alto desde que a instituição tem registo destes dados, ou seja, desde o início de 2009.

Este número corresponde a 15,3% do total de devedores particulares, o que compara os 14,6% registados no final do ano passado. O incumprimento é particularmente elevado no crédito ao consumo e para outros fins, onde há 635.810 famílias com crédito vencido – o que corresponde a 17% do total.

No crédito à habitação, havia, no final de Março, 148.717 famílias que não conseguiam pagar os seus empréstimos, o que corresponde a 6,1% do total.

Nos empresários em nome individual, esta taxa dispara para 28,5%, o que significa que há 124.221 empresários por conta própria com crédito vencido.

Nas empresas, o cenário também tem vindo a degradar-se. Segundo os dados do Banco de Portugal, no final de Março, 26,1% das empresas tinham crédito em atraso, o que compara com os 24,4% registados no final do ano passado. É o valor mais alto de sempre.