Futebol

U. Leiria confirma rescisões de jogadores e diz que isso a obrigará a desistir

Nicklas Barkrot foi um dos jogadores que se mantiveram na União de Leiria
Foto
Nicklas Barkrot foi um dos jogadores que se mantiveram na União de Leiria Foto: Francisco Leong/AFP

A SAD da União de Leiria anunciou ter recebido a rescisão de 13 jogadores, que “potenciou, de forma irreversível, a previsível descida de divisão” e que “a irá obrigar a desistir” da Liga de futebol.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a SAD do clube leiriense afirma que as cartas de rescisão estão datadas de 27 de Abril, mas apenas foram recebidas a 2 de Maio, acusando os futebolistas de “ausência injustificada aos treinos e, mais gravosamente, ao jogo da 28ª jornada”, frente ao Feirense, que o clube perdeu por 4-0, tendo alinhado apenas com oito jogadores.

O Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol já tinha anunciado que 16 jogadores da União de Leiria tinham solicitado a rescisão unilateral de contrato, por justa causa, alegando salários em atraso.

Num primeiro momento, a União de Leiria negou ter sido notificada destas rescisões, o que só agora acontece.

Três desses 16 futebolistas voltaram atrás e dois deles (John Ogu e Alhafith) ainda defrontaram o Feirense no fim-de-semana passado, enquanto Keita foi entretanto reintegrado. Luiz Carlos, Edson, Hugo Gomes, Patrick, Manuel Curto, Elvis, Marco Soares, Bruno Moraes, Haas, Ivo Pinto, Ruben Brígido, Robinho e Caca foram os jogadores que mantiveram as rescisões de contrato.

Registando “a implicação directa entre o incumprimento dos deveres de trabalhador e os gravíssimos prejuízos desportivos e financeiros”, a SAD da União de Leiria admite ainda avançar com uma acção judicial, para “exigir o ressarcimento de todos os danos e prejuízos resultantes desta situação, os quais, sendo patentemente superiores aos créditos de que os atletas são titulares”.

A equipa leirense, entretanto, inscreveu alguns juniores, mas não terá um plantel completo para defrontar o Benfica no próximo sábado.

Se a União de Leiria desistir do campeonato, será desclassificada, o que terá implicações em toda prova, uma vez que os resultados frente a esta equipa serão anulados.

A desistência implicará também a exclusão da União de Leiria das competições profissionais e até a participação no “play-off” de alargamento da I Liga.

O presidente demissionário da SAD da União de Leiria, João Bartolomeu, tinha feito um “ultimato” para que os jogadores voltassem atrás na sua decisão de rescindir até às 19h de hoje, altura em que a direcção deverá reunir-se em Fátima.