Futebol

Afinal, U. Leiria vai jogar contra o Benfica

Os jogadores da U. Leiria vão continuar a jogar na I Liga
Foto
Os jogadores da U. Leiria vão continuar a jogar na I Liga Foto: Francisco Leong/AFP

João Bartolomeu, presidente da SAD da União de Leiria, confirmou na tarde desta sexta-feira, que a equipa vai jogar no Estádio da Luz, contra o Benfica.

“Vamos estar presentes no Estádio da Luz. A União de Leiria vai continuar com o futebol profissional”, afirmou Bartolomeu em conferência de imprensa realizada em Fátima, após uma reunião com o técnico José Dominguez.
Esta declaração surge poucas horas depois de o presidente da União Desportiva de Leiria, Mário Cruz, ter confirmado a intenção de desistência da equipa profissional da Liga portuguesa de futebol.

"Não há qualquer hipótese de volte face. O jogo é amanhã (sábado), os jogadores tiveram conhecimento do apelo (de João Bartolomeu), ponderaram e não voltaram. Com os juniores, não vamos à Luz, não há condições para isso", garantiu à Lusa Mário Cruz.

Só que, horas depois, João Bartolomeu anunciou a reviravolta e assegurou que a U. Leiria vai permanecer na competição e jogará contra o Benfica, no Estádio da Luz.

Bartolomeu reconheceu que a equipa que a União vai apresentar “não é competitiva”, mas acrescenta que os “juniores têm muito valor”.

O presidente demissionário da SAD leiriense reforçou ainda a intenção de avançar com um processo para os 13 jogadores que não voltaram atrás no processo de rescisão colectiva (alegando a existência de três e quatro meses de ordenados em atraso), argumentando que a carta de rescisão chegou na última quarta-feira e que os mesmos jogadores não poderiam ter faltado ao treino do último sábado e ao jogo com o Feirense.

“Os atletas são os menos culpados. Pedimos desculpa por não ter pago os salários de Janeiro, Fevereiro e Março. Na carta que eles receberam hoje vão entender a gravidade da situação. Vamos agir judicialmente. Eles incorreram em várias infracções e a União passa de devedor a credor”, frisou Bartolomeu, acrescentando que, a partir de segunda-feira, os processos vão dar entrada nos tribunais civis.

“O departamento jurídico da SAD conhece bem a lei do trabalho. Vai haver penhora de créditos e bens dos atletas. Vão ser indemnizações muito grandes”, observou o presidente da SAD, garantindo, no entanto, que está disponível para receber os atletas de volta.

Bartolomeu deu ainda a entender que a União está a ser vítima de uma conspiração, mas que tem recebido solidariedade de muitos clubes. “Há que abater a SAD do Leiria e o presidente do Leiria”, frisou.

Notícia actualizada às 20h26