Mário Soares “satisfeito” com “boa vitória” do socialista François Hollande

O antigo Presidente Mário Soares mostrou-se hoje "satisfeito" com a "boa vitória" de François Hollande na primeira volta das presidenciais francesas, referindo que o candidato socialista quer "refundar" a União europeia, o que é "uma janela aberta de esperança".

"Fiquei satisfeito. Foi uma boa vitória para o candidato da esquerda, François Hollande, que é uma grande figura que eu conheço bem, porque foi sempre uma pessoa que eu encontrei no tempo em que me dava muito" com o antigo presidente francês François Mitterrand, disse Mário Soares.

O antigo Presidente da República e fundador do PS falava aos jornalistas na vila de Ferreira do Alentejo, à margem de uma sessão de apresentação do seu mais recente livro "Um Político Assume-se - Ensaio Autobiográfico, Político e Ideológico".

Segundo Mário Soares, que disse ter assistido a "tudo o que se passou" em França, entre as 19:00 e as 00:00 de domingo e através da televisão francesa TV5 Monde, François Hollande comportou-se com "muito 'savoir-faire' [saber fazer]".

François Hollande "fez isso com muito 'savoir-faire' e quer refundar o Partido Socialista e a União Europeia. Isso é uma boa coisa, que pode dar-nos uma esperança. É uma janela aberta de esperança", frisou.

"Vamos ver se isso vai ter efeito, porque com a austeridade - os neoliberais podem dizer tudo o que quiserem - não vamos a parte nenhuma. A não ser engordar os mercados, pôr os mercados a tomarem conta do Estado, em vez de ser o contrário", disse.

O socialista François Hollande ganhou no domingo a primeira volta das eleições presidenciais francesas, com 28,63%, seguido do actual presidente, Nicolas Sarkozy (27,18 por cento), e da candidata da extrema-direita Marine Le Pen (17,90%), segundo os resultados totais divulgados pelo Ministério do Interior francês.

Em França, desde 1958, trata-se da primeira vez que um presidente que se recandidata ao cargo não consegue vencer as eleições presidenciais à primeira volta.

Os resultados oficiais da primeira volta das eleições presidenciais francesas são anunciados na quarta-feira pelo Conselho Constitucional e a segunda volta será disputada a 06 de maio, por François Hollande e Nicolas Sarkozy.