Itália

Alberto Malesani despedido pelo Génova pela segunda vez esta época

Vinte e um dias depois, Malesani foi novamente demitido
Foto
Vinte e um dias depois, Malesani foi novamente demitido DR

O Génova despediu o treinador Alberto Malesani pela segunda vez esta época, depois de ter perdido domingo por 4-1 frente ao Siena, a cinco jogos do fim da liga italiana de futebol.

Malesani foi contratado no início da época e dispensado em Dezembro, voltando a ser chamado após o clube despedir Pascale Marini a 02 de Abril.

Vinte e um dias depois, foi novamente demitido, cedendo o lugar a Luigi de Canio, que já passou por clubes como Udinese ou Nápoles e até o Génova, então na série B.

Apesar de o Génova, clube do português Miguel Veloso, não ter feito um anúncio oficial, o presidente do clube, Enriço Preziosi, confirmou a mudança aos microfones da estação de rádio RAI.

O jogo de domingo frente ao Siena foi interrompido cerca de 45 minutos, numa altura em que o resultado já era de 4-0, quando os adeptos do Génova atiraram petardos, subiram pelas grades de proteção do campo e se confrontaram com os “stewards”.

O clube ficou a um ponto a zona de descida e é a pior defesa do campeonato, tendo sofrido, até ao momento, 62 golos (uma média de quase 1,9 golos por jogo).

Esta é a 18.ª mudança de treinador da temporada na liga italiana conseguindo reforçar um recorde de “chicotadas” que “resistia” desde a época de 1951/52, quando 15 treinadores foram demitidos.

Nesta temporada, dez clubes mudaram de treinador pelo menos uma vez, num “histórico” liderado por Génova e Cagliari, ambos com três “chicotadas psicológicas”.

Sugerir correcção