Rui Soares
Foto
Rui Soares

“É na Terra Não é na Lua” premiado em Buenos Aires

O realizador português foi o vencedor do Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI) na categoria de Cinema do Futuro

O retrato que Gonçalo Tocha faz da pequena ilha do Corvo convenceu o júri do Buenos Aires – Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI), de onde o documentário "É na Terra Não é na Lua", do realizador português, saiu vencedor este sábado na categoria de Cinema do Futuro.

Depois de uma menção especial no Festival de Locarno e da consagração nacional no DocLisboa, em Outubro, o reconhecimento do longa-metragem na 14.ª edição do festival argentino acontece numa altura em que o filme tem assegurada a exibição em dezenas de festivais internacionais.

Segundo o site do festival, para o vencedor da secção Cinema do Futuro, da categoria Direitos Humanos, o canal I.Sat oferece “15 mil dólares [cerca de 11,3 mil euros] pela compra dos direitos para TV e pelo prémio de incentivo ao realizador”.

Na mesma categoria na qual "É na Terra Não é na Lua" foi distinguido, recebeu uma menção "Ok, Enough, Goodbye", o primeiro filme da libanesa Rania Attieh e do norte-americano Daniel García.

Na Selecção Oficial Internacional do BAFICI, o prémio de melhor filme foi atribuído a "Policeman", do israelita Nadav Lapid, que venceu ainda o prémio de melhor realizador. "Germania", do argentino Maximiliano Schonfeld, recebeu o palmarés Especial do Júri. Na Competição Internacional, a distinção de melhor filme argentino foi para "La araña vampiro", de Gabriel Medina.

Lê o artigo completo no PÚBLICO.