Lisboa

Circulação no Marquês de Pombal vai fazer-se em duas rotundas no Verão

A circulação na rotunda do Marquês de Pombal, em Lisboa, vai sofrer alterações no Verão
Foto
A circulação na rotunda do Marquês de Pombal, em Lisboa, vai sofrer alterações no Verão Foto: Rita Baleia/arquivo

A Câmara de Lisboa vai testar, no Verão, uma nova forma de circulação na zona do Marquês de Pombal. Segundo o vereador da Mobilidade, o trânsito vai circular através de duas rotundas concêntricas, uma para as vias principais e outra para as secundárias.

Para aceder às avenidas Joaquim António de Aguiar, Fontes Pereira de Melo e da Liberdade, os condutores vão utilizar a rotunda principal, já existente. O acesso às vias secundárias, como a Rua Braancamp e a Avenida Duque de Loulé, será feito através de uma rotunda exterior, concêntrica à actual.

“Esta alteração permite-nos ganhar capacidade de gestão do trânsito nos dois acessos que registam mais problemas: a subida da Av. da Liberdade para o Marquês e a descida da Av. Fontes Pereira de Melo para a rotunda”, diz o vereador Fernando Nunes da Silva.

Para isso, a câmara tem de completar a rotunda exterior – que já existe, mas à qual falta o troço desde o edifício do Instituto Camões até ao outro lado da Av. da Liberdade.

O objectivo, sublinha Nunes da Silva, é também facilitar o atravessamento dos peões, que hoje não têm forma de atravessar na zona sul da rotunda. “Os peões vão poder circular a toda a volta do Marquês de Pombal de forma mais protegida”, afirma.

Objectivo é tornar modelo definitivo

A solução integra uma proposta que Nunes da Silva vai levar a discussão em reunião de câmara, e que está relacionada com o projecto de requalificação do espaço público da Av. da Liberdade.

O vereador acredita que a alteração da circulação vai permitir a diminuição do tráfego nas faixas laterais da Av. da Liberdade e assim “minimizar a concentração de poluentes” nessa avenida.

Segundo este modelo, as laterais ficam reservadas ao trânsito local e a cargas e descargas, enquanto que as vias principais recebem o restante tráfego.

Este modelo de circulação vai estar em teste durante o Verão mas o objectivo é torná-lo definitivo, até porque implica uma obra física. “É importantíssimo completar a circular exterior”, reforça o vereador da Mobilidade.

Os resultados deste teste serão depois discutidos e analisados na Semana da Mobilidade, em Setembro. “Depois veremos, em função disso, qual será a proposta final”, remata.

Sugerir correcção