Iberia Express

Companhia de baixo custo da Iberia começa a voar domingo a partir de Madrid

Iberia Express arranca com uma capitalização de 20 milhões de euros
Foto
Iberia Express arranca com uma capitalização de 20 milhões de euros Foto: Sergio Perez/Reuters

A Iberia Express, filial de baixo custo da transportadora aérea Iberia, começa a operar no domingo a partir de Madrid, com quatro destinos nacionais, e um objectivo para concretizar em pouco mais de nove meses: chegar ao final do ano com 2,5 milhões de passageiros transportados, já com uma frota alargada e novas rotas.

Com 500 funcionários, a empresa vai operar, numa primeira fase, apenas com quatro Airbus A320, mas conta ampliar a frota até 13 aviões este ano. A Iberia, que detém a totalidade do capital da nova companhia, quer tornar-se mais competitiva no mercado interno e, ao mesmo tempo, apostar em voos de curto e média duração na Europa.

A criação da filial, no ano passado, foi desde logo contestada pelos pilotos da transportadora, que desde aí travaram um duro braço-de-ferro com a administração da Iberia.

A fundação da nova companhia esteve, aliás, na origem de várias greves convocadas pelo sindicato Sepla. Os pilotos temem pela perda de milhares de postos de trabalho e consideram que a criação da nova companhia viola os acordos assinados com os pilotos quando foi formalizado em Janeiro do ano passado o grupo IAG, que resultou da fusão com a British Airways

A companhia vai voar para Palma de Maiorca, Alicante, Málaga e Sevilha, contando ampliar as rotas para novos destinos em Espanha e para várias cidades europeias, nos próximos meses.

Em Maio, a Iberia Express já viajará para Vigo, Lanzarote, Granada, Menorca e Ibiza e, nos dois meses seguintes, para Dublin, Riga, Nápoles e Mikonos.

O projecto arranca com uma capitalização de 20 milhões de euros, totalmente investidos pela Iberia. As estimativas são de que as poupanças totais com a Iberia Express cheguem aos 100 milhões de euros até 2015.