Ténis

Roger Federer é o número um do ranking de 2012

Foto
Foto: Mike Blake/Reuters

No discurso depois de receber o troféu e o cheque de um milhão de dólares (758 mil euros) correspondentes ao triunfo no BNP Paribas Open, Roger Federer frisou que, de momento, Novak Djokovic ainda é o melhor jogador. De facto, o ranking ATP não mente, mas reflecte o que se passou nas últimas 52 semanas no circuito masculino. Porque, nos derradeiros seis meses, Federer tem dominado o ATP World Tour e só perdeu dois encontros dos 41 que realizou desde a derrota nas meias-finais do Open dos EUA.

“Tem sido uma grande reacção minha. Espero manter-me bem, física e mentalmente, para Miami”, avaliou o suíço, após derrotar John Isner (11.º ATP), por 7-6 (9/7), 6-3, na final do primeiro Masters 1000 da época. Este foi o 73.º título na carreira de Federer (terceiro consecutivo em 2012) e o quarto em Indian Wells (após o “tri” entre 2004 e 2006), que é novo recorde da prova.

Num primeiro set sem breaks, Federer só fechou na quarta oportunidade, mas tudo se tornou mais fácil na segunda partida. O número três do ranking logrou mesmo “quebrar” Isner, para 4-3, assegurou o 5-3 e pressionou para fechar com mais um break, ao fim de uma hora e 22 minutos.

Com a conquista do 19.º título da categoria Masters 1000, Federer igualou Rafael Nadal, adversário que eliminara na véspera. Apesar de ter perdido 18 dos 27 duelos anteriores, o suíço entrou no court com a mentalidade de um vencedor, atitude que o ajudou a triunfar, por 6-3, 6-4, obtendo a primeira vitória sobre Nadal num hardcourt ao ar livre desde 2005.

Na final feminina, Victoria Azarenka estendeu a série invencível em 2012 para 23 encontros e repetiu a vitória na final do Open da Austrália sobre Maria Sharapova, derrotando a russa, desta vez, por 6-2, 6-3. Dos 67 pontos ganhos pela líder do ranking, 37 foram erros não forçados de Sharapova (contra apenas 14 da adversária), que só conseguiu somar 17 winners (a bielorrussa assinou 10). Azarenka, que venceu todas as quatro finais que disputou com Sharapova, foi igualmente premiada com um milhão de dólares.