Futebol

Delegado da Liga suspenso por críticas a Benfica e árbitros no Facebook

A página de Manuel Armindo no Facebook contém várias imagens de apoio ao FC Porto
Foto
A página de Manuel Armindo no Facebook contém várias imagens de apoio ao FC Porto DR

"Mais uma ajuda aos vermelhos. A não expulsam [sic - escreveu expulsam em vez de expulsão] de Bruno César e do outro lado expulsa um jogador do Paços. Assim vai o futebol. O que é preciso é o orelhas fazer barulho e logo os árbitros beneficiam o Benfica... Entregue-lhes as faixas."

Manuel Armindo não gostou da arbitragem de Bruno Esteves no encontro entre Paços de Ferreira e Benfica e desabafou no Facebook. Só que Manuel Armindo não é um simples adepto do FC Porto. É também delegado da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e foi suspenso na segunda-feira, "com efeitos imediatos", precisamente por causa destes comentários na rede social.

A LPFP considera que Manuel Armindo proferiu "declarações que violam, de forma grosseira, os deveres dos delegados" aos jogos das competições profissionais e vai "comunicar os factos" à Comissão Disciplinar da Federação Portuguesa de Futebol.

A Liga apercebeu-se dos comentários do delegado no domingo, mas já anteriormente havia outros, de idêntico teor, que foram apagados durante a tarde de segunda-feira.

Após o jogo do FC Porto com a Académica, Manuel Armindo escreveu: "O sr. Marco Ferreira fez o que o Benfica lhe pediu esta semana, após o aniversário, dia 8/3, e antes de lhe enviar a prenda que seguirá amanhã no avião para a Madeira, para ele e Sérgio Serrão (auxiliar). Péssima arbitragem. Dois penáltis por assinalar, fora as diversas decisões mal tomadas", escreveu o delegado no Facebook, acrescentando: "O observador de jogo vai dar-lhe nota 2,1, tanta foi a asneira que nem sabe por onde começar o relatório."

“O presidente Pinto da Costa tem de abrir a boca e falar sem medo. O Vieira descascou o árbitro e viram que resultou logo. Mandaram um árbitro para prejudicar o FCP e agora vamos ficar calados?", escreveu ainda o delegado, após o empate do FC Porto com a Académica.

Ao jornal "O Jogo", Manuel Armindo disse não ter sido ele a escrever esses comentários no Facebook. "Alguém acedeu à minha página com a intenção de me prejudicar, por ser adepto do FC Porto, o que nunca escondi", disse o delegado.

Nas declarações ao diário desportivo, Manuel Armindo diz ter "orgulho" do percurso no FC Porto, onde foi dirigente das camadas jovens e da secção de basquetebol. "Até fui Dragão de Ouro em 1991", conta o delegado, sublinhando que "é raro ir a jogos da I Liga".

"Em mais de 30 anos ligado ao desporto, nunca tive problemas com ninguém e não era agora que iria dizer mal de quem quer que seja", acrescentou o delegado, que está agora suspenso e aguarda uma decisão do Conselho de Disciplina da FPF.

Notícia actualizada às 12h15
Sugerir correcção