António Mexia: “É a EDP que financia os consumidores”

Foto
António Mexia, presidente executivo da EDP Foto: Paulo Ricca

“Estamos muito interessados em que isso aconteça [desaparecimento do défice na electricidade], porque somos nós a financiar os consumidores”, referiu o mesmo responsável, durante a apresentação dos resultados da empresa em 2011.

Questionado sobre eventuais negociações quanto aos contratos de longo prazo que a empresa tem com o Estado, no que respeita à produção de electricidade, referiu que “há uma subsidiação da EDP ao sistema e essa é menos falada”. Em causa estará o diferimento de receitas da EDP Produção, que tem permitido ao Estado adiar um forte encarecimento das tarifas cobradas na electricidade.

Em relação aos preços da electricidade em 2012, o adiamento para o próximo ano de alguns pagamentos em contratos a longo prazo foi uma das soluções que permitiram ao Governo evitar uma subifa de tarifas de quase 30% para os consumidores domésticos.

António Mexia disse também que há abertura para negociar tanto nos CMEC (custos de manutenção do equilíbrio contratual) como na garantia de potência, mas desde que o Governo respeite o espírito desses contratos e também das garantias de potência.