Kevin Bauman/P3
Foto
Kevin Bauman/P3

Detroit: casas abandonadas custam entre um e 750 mil dólares

Há milhares de casas abandonadas em Detroit. Kevin Bauman assistiu ao desmoronar da cidade e transformou o que viu num projecto de fotografia: "100 Casas Abandonadas". Não faltam oportunidades nesta terra de ninguém

A recessão americana deixou Detroit oca — como o Michigan Theater, um fantasma urbano pelo qual os americanos se habituaram a suspirar. Há volta a dar a esta cidade fantasma. Mas ninguém sabe muito bem como. "Há um monte de oportunidades", disse ao P3 Kevin Bauman, que fotografou "100 Casas Abandonadas" e mais recentemente "Pequenas Igrejas". "E não é preciso muito dinheiro". Uma mansão em Detroit tanto pode custar 750 mil dólares como um único dólar.

Como está a pulsação de Detroit?

Detroit parece ter dois tipos de cidadãos. Aqueles que sofrem e que sentiram a cidade a afundar-se pouco a pouco, e aqueles que só vêem oportunidades. Ambos estão certos. Para a maioria, Detroit não é uma boa cidade para se viver. Tem uma alta taxa de criminalidade, desemprego elevado e um baixo nível de frequência nas escolas. Mas para aqueles que são jovens, criativos e empreendedores, há um monte de oportunidade. Estão à mão de semear e não é preciso um monte de dinheiro.

É muito diferente da cidade onde nasceste?

PÚBLICO -
Foto
Hoje o mundo conhece Detroit pelas más razões Kevin Bauman

Eu nasci em Southfield, Michigan, que fica ao norte de Detroit. Detroit é uma cidade muito maior do que Southfield, um subúrbio. Nunca ninguém ouviu falar de Southfield, mas hoje o mundo conhece Detroit pelas más razões. Southfield é uma das pequenas cidades que receberam muitos “detroiters” que fugiram da grande cidade.

PÚBLICO -
Foto
Detroit é o que é Kevin Bauman

Numa recente entrevista disseste que "Detroit tem sido decepcionante".

PÚBLICO -
Foto
Para a maioria, Detroit não é uma boa cidade para se viver Kevin Bauman

Nos 30 anos que passei na zona sempre quis que Detroit fosse mais como Portland, Oregon, Denver, Colorado ou como outras cidades com energia. Detroit nunca foi nem nunca será como essas outras cidades. Para melhor, ou para pior. Detroit é o que é. Pode ser melhor, mas terá que ganhar uma personalidade própria. Se ficarmos à espera que seja igual a outras cidades, o resultado será decepcionante.

O que tem feito para renascer?

Detroit não está a fazer um monte de coisas para renascer. Mas muitos dos habitantes mais novos, mais jovens, criativos e empreendedores estão fazer o seu melhor para ajudar Detroit a tornar-se um lugar melhor. Eu acho que, em certos aspectos, que eles olham para a frente e vêem sucesso. Mas ainda não é um sítio onde, nem de longe nem de perto, as massas escolham viver. Há um longo caminho a percorrer. Muitos vão continuar a sair. Outros, mais flexíveis, virão.

Quantas fotografias foram realmente feitas neste projecto?

Para o projecto “100 Casas Abandonadas” tenho cerca de 160 imagens. Mas no total fiz vários milhares de imagens de Detroit. A maioria das fotos foram feitas usando uma Hasselblad vintage, uma única objectiva e filme a cores colorido. Se eu tivesse usado uma DSLR, tenho certeza que o número de imagens seria muito maior.

As casas ainda estão abandonadas?

Detroit ainda tem milhares de casas abandonadas. Algumas já foram reabilitadas, outras demolidas, mas a maior parte continua como está nas fotografias, abandonadas.

Quanto custa uma casa hoje em dia?

O preço de uma casa na cidade varia dramaticamente de um dólar até 750 mil dólares.

"100 Casas Abandonadas" e "Pequenas Igrejas". Existe alguma relação causa/efeito?

Penso que sim, que existe uma relação entre o abandono e o número de estabelecimentos religiosos. Acredito que a religião e as congregações da igreja podem ser a base para as comunidades mais pobres. Quando a vida é tão difícil como é para tantos em Detroit, a religião pode desempenhar um papel importante.