Antecipação do Salão de Genebra

Volkswagen dá luz verde a reestruturação ecológica de 62 mil milhões

Foto
Foto: Arnd Wiegmann/ Reuters (arquivo)

O presidente da Volkswagen, Martin Winterkorn, anunciou uma reestruturação ecológica do grupo que deverá implicar o investimento de mais de 62.400 milhões de euros nos próximos cinco anos.

Mais de 30% do investimento será destinado aos veículos, sistemas de propulsão e tecnologias eficientes, assim como a produção compatível com o meio ambiente, indicou Winterkorn na gala celebrada na segunda-feira, que precede o Salão de Genebra.

O presidente da Volkswagen fez o anúncio depois de recordar que o ano de 2011 foi o maior êxito da história da holding alemã, actualmente com 11 marcas, 240 modelos, 94 unidades de produção nos cinco continentes e mais de meio milhão de trabalhadores ao nível mundial.

Martin Winterkorn, que apresentará os resultados do grupo a 12 de Março, acrescentou que o grupo encerrou 2011 com 8,3 milhões de unidades vendidas em todo o mundo, um milhão mais do que no exercício de 2010, o que representa uma faturação de 160.000 milhões de euros e um lucro operacional de mais de 11.600 milhões de euros.

Menos de 120 gramas de CO2 por km

Ao anunciar a reestruturação ecológica da Volkswagen, o responsável explicou que os objetivos do plano são ambiciosos, já que no final do período de 2006 a 2015 deverão ter reduzido as emissões de CO2 em 30%, fixando as emissões do grupo abaixo dos 120 gramas de dióxido de carbono por quilómetro.

O Salão de Genebra 2012 “marca o início de uma profunda reestruturação ecológica do Grupo Volkswagen”, disse Martin Winterkorn, ao acrescentar que o objetivo da companhia é tornar-se líder em termos ecológicos, em consonância com a estratégia 2018 já posta em marcha, e cujo fim é liderar o mercado mundial.

O grupo também aponta para uma redução de 40% dos gases com efeito de estufa relacionadas com a produção de energia até 2020, medida para a qual a Volkswagen investirá 600 milhões de euros na expansão do uso de energias renováveis, como a eólica, solar ou hidroelétrica.

Por fim, Winterkorn declarou que 2013 será o “Ano da e-mobilidade” da Volkswagen, começando com o “E-Up! “, que será seguido por todos os veículos totalmente ou parcialmente elétricos de muitas marcas.