Direitos televisivos

Benfica rejeita proposta de 22,2 milhões por época da Olivedesportos

O Conselho de Administração da SAD benfiquista rejeitou a proposta
Foto
O Conselho de Administração da SAD benfiquista rejeitou a proposta Foto: Pedro Cunha

O Benfica informou nesta terça-feira que recusou a proposta de renovação de contrato com a Olivedesportos.

Através de um comunicado enviado à Comissão do Mercado e Valores Mobiliários, o clube presidido por Luís Filipe Vieira revela que a Olivedesportos oferecia 22,2 milhões de euros por época pela transmissão dos jogos do campeonato português dos “encarnados” no Estádio da Luz, oferta que foi rejeitada.

“Esta proposta compreende o período de 1 de Julho de 2013 a 30 de Junho de 2018 (5 épocas desportivas), e apresenta um valor global de 111 milhões de euros”, afirma o clube.

O valor agora oferecido pela Olivedesportos para a renovação do contrato representa quase o triplo dos cerca de 8,5 milhões anuais que o Benfica recebe actualmente, mas os responsáveis pela SAD “encarnada” já afirmaram publicamente que o “valor justo” para a cedência dos seus direitos televisivos ronda os 40 milhões de euros por época.

O FC Porto, que renovou no ano passado o seu contrato com a Olivedesportos, recebe 20,7 milhões por temporada.

Comunicado do Benfica

A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários, vem informar que recebeu da Olivedesportos, SA uma proposta para aquisição dos direitos de comunicação audiovisual dos jogos disputados pela equipa profissional na competição principal da Liga Portuguesa de Futebol Profissional. Esta proposta compreende o período de 1 de Julho de 2013 a 30 de Junho de 2018 (5 épocas desportivas), e apresenta um valor global de 111 milhões de euros. Após análise da referida proposta pelo Conselho de Administração desta Sociedade, a mesma foi rejeitada.


Sugerir correcção