Benfica

Jesus: “Sentimo-nos sempre pressionados”

Jorge Jesus acredita no apuramento do Benfica para os quartos-de-final da Champions
Foto
Jorge Jesus acredita no apuramento do Benfica para os quartos-de-final da Champions Foto: Nuno Ferreira Santos

Jorge Jesus defendeu nesta segunda-feira que o Benfica está sempre sob pressão e que confia na passagem aos quartos-de-final da Liga dos Campeões, apesar da derrota por 3-2, frente ao Zenit, na primeira mão.

“Sentimo-nos pressionados em todos os jogos. Jogamos sempre para vencer. Temos sempre a pressão das grandes equipas”, disse Jorge Jesus, desvalorizando a série de maus resultados da sua formação.

“Não vencemos o Porto, mas são competições diferentes. E sabemos por que perdemos com o FC Porto”, acrescentou o técnico benfiquista.

“O Benfica quer passar aos quartos-de-final. Não sei há quantos anos não passa, parece que é há 20”, disse ainda o treinador do Benfica, cometendo uma “gaffe”, já que em 2005-06 Ronald Koeman conduziu a equipa da Luz aos quartos-de-final da Champions.

Apesar da confiança em seguir em frente, Jesus deixou elogios ao Zenit.

“Zenit é uma equipa tacticamente forte, mas o Benfica também é. Temos uma eliminatória que era 50-50 antes de começar. Esta desvantagem é um resultado que nos pode dar ainda alguma confiança e achamos que temos todas as possibilidades de passar, mas também temos a certeza que vamos jogar contra uma equipa forte”, disse o treinador.

Na ausência de Garay (lesionado) e Aimar (castigado), Jesus deu a entender que Jardel fará dupla com Luisão e já não foi tão assertivo sobre a utilização de Rodrigo: “Vamos ver. Rodrigo vem de uma lesão e a pouco e pouco está a entrar.”

Questionado sobre o facto de preferir Emerson a Capdevila, o técnico benfiquista recusou dar explicações: “Não vou explicar porque joga o A ou B. Não explico aos jogadores, quanto mais aos jornalistas. As contratações são feitas pela ideia da equipa e não se esqueçam que são dois jogadores para a mesma posição.”

O Benfica defronta na terça-feira o Zenit, precisando de vencer para chegar aos quartos-de-final.

Sugerir correcção