Dois homens julgados por tentativa de homicídio do treinador do Celtic

Trevor Muirhead e Neil McKenzie são acusados de conspirarem para atacar e matar Lennon, o ex-parlamentar Trish Godman e o advogado Paul McBride, enviando-lhes explosivos caseiros.

O escritório de um grupo nacionalista irlandês situado em Glasgow foi outro ponto da investida, mas ambos os indiciados negaram as acusações da acção que terá ocorrido entre Março e maio do ano passado.

O pacote “explosivo” ia dentro de um saco e foi enviado para o centro de treinos do Celtic endereçado a Lennon e McBride.

A intenção seria que o engenho inflamasse e explodisse assim que aberto.

Lennon, norte irlandês, tem sido alvo de vários ataques ao longo da carreira, incluindo um assalto em 2009, que levou à prisão de dois homens.