Futebol internacional

Arte ou traição: mais uma obra de Messi

Abraço a Messi, mais uma obra-prima realizada
Foto
Abraço a Messi, mais uma obra-prima realizada Foto: Juan Medina/Reuters

O argentino bateu um livre de 30 metros enquanto o guarda-redes preparava a barreira. Mas o chapéu saiu perfeito.

Ao minuto 81 Messi voltou a deixar a sua marca. Agora no vicente Calderon, estádio do Altético Madrid. O golo tem de tão artístico como de polémico.

Na cobrança de uma falta na esquerda da área, enquanto o guarda-redes Courtois dava instruções à barreira, o argentino bateu rápido a bola, colocando-a no ângulo. Fechou o resultado 1-2 a favor do Barcelona.

Nem o treinador do Atlético, o também argentino Diego Simeone, foi capaz de criticar a obra de Messi, dizendo que o seu compatriota foi genial.

“A equipa jogou como queria, mas não saiu vitoriosa por uma genialidade”, comentou no final Simeone, agastado com o árbitro por outros motivos.

Guardiola também não lhe poupou elogios. “Messi aparece sempre nos momentos difíceis com a sua capacidade de liderança – é assim há quatro anos”.

Veja o golo