Selecção

Paulo Bento quer regra que proíba jogos com menos de 72 horas de intervalo

Foto
Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters.

Paulo Bento defendeu a necessidade de criar uma regra, regulada pela FIFA ou pela UEFA, que proíba jogos com menos de três dias de intervalo.

“Quando se põe um jogador a jogar num espaço de menos de 72 horas, não se defende o jogador, não se defende o clube, não se defende a selecção”, afirmou Paulo Bento, após a divulgação da lista de convocados para o particular com a Polónia.

O seleccionador português garantiu que o “bom senso” vai prevalecer na utilização de jogadores do Benfica e FC Porto, que se defrontam dois dias depois, a 2 de Março, em jogo da 21.ª jornada da Liga.

“Teremos o bom senso de gerir da melhor maneira os jogadores que acharmos conveniente fazê-lo”, afirmou Paulo Bento, que chamou para o jogo com a Polónia os portistas Rolando, João Moutinho e Varela e os benfiquistas Eduardo e Nélson Oliveira.

Paulo Bento manifestou o desejo de que não surjam lesões que impeçam algum dos 23 convocados de se juntar ao grupo e garantiu que quer entregar os jogadores tal como os recebeu, sem “nunca abdicar dos interesses da selecção”.

“Espero e desejo que não haja lesões” disse, acrescentando: “os treinadores e os dirigentes podem estar completamente descansados, existe na FPF uma equipa técnica que tem bom senso e quer entregar os jogadores como os recebe”, disse.