Futebol

Eliminação mais pesada da história do FC Porto

Dzeko marcou o segundo golo do City
Foto
Dzeko marcou o segundo golo do City Foto: Darren Staples/Reuters

O FC Porto sofreu na presente edição da Liga Europa de futebol o afastamento mais desnivelado da sua história, ao sair derrotado com um total de 6-1 frente aos ingleses do Manchester City, nos 16 avos-de-final da prova.

Os comandados de Vítor Pereira perderam 4-0 em Manchester, depois de já terem saído do Dragão derrotados por 2-1 na primeira mão, traduzindo-se numa desvantagem de 6-1, a mais desnivelada da sua história em eliminatórias das competições europeias.

A última vez que os "dragões" sofreram quatro ou mais golos foi na temporada de 2009-2010, ano em que perderam em Londres com o Arsenal por 5-0, um resultado que ditou o afastamento nos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Esta eliminatória com os "gunners", juntamente com a verificada em 1965/66 diante dos alemães do Hannover, em confronto da segunda eliminatória da Taça das Cidades com Feira (antiga Taça UEFA), tinham sido as mais desniveladas dos "dragões" até ao momento, com os portistas a perderem em casa dos adversários por 5-0 e a vencerem em casa por 2-1, num total de 6-2 nas respectivas eliminatórias.

Agora, Vítor Pereira vê a sua equipa ser afastada da Liga Europa, competição da qual o FC Porto era detentor do troféu, restando aos "azuis-e-brancos" lutar pelo campeonato interno, são segundos a dois pontos do Benfica, líder, e pela Taça da Liga, em que disputam as meias-finais com o Benfica, no Estádio da Luz.