Transportes

Greve na CP levou à supressão de 571 comboios

Circulação volta à normalidade na quarta-feira
Foto
Circulação volta à normalidade na quarta-feira Foto: Paulo Pimenta

A greve desta terça-feira dos maquinistas da CP provocou a supressão de 571 comboios, tendo a empresa assegurado a circulação de 160 composições, mais 18 do que os serviços mínimos definidos, disse a porta-voz da transportadora.

“Até às 20h, circularam os 142 comboios definidos como serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral e foram feitos 18 comboios adicionais”, afirmou a porta-voz da CP, Ana Portela.

Assim, circularam 160 comboios até ao início da noite. Se não houvesse greve dos maquinistas, deveriam realizar-se 731 comboios neste período.

Os maquinistas estão em greve em protesto contra o trabalho em dia de feriado (o Acordo de Empresa consagra o Carnaval como feriado) e os efeitos da paralisação começaram a sentir-se na segunda-feira à noite.

O Sindicato dos Maquinistas contesta os processos disciplinares alegadamente ilegais interpostos pela CP pelo incumprimento de serviços mínimos em greves anteriores.

A CP prevê que a circulação volte à normalidade na quarta-feira.