Futebol internacional

Quevilly: uma equipa amadora entre gigantes na Taça de França

Os jogadores do Quevilly celebram a vitória
Foto
Os jogadores do Quevilly celebram a vitória Foto: Kenzo Tribouillard/AFP

Já estão definidos os quartos-de-final da Taça de França. O nome do Quevilly salta à vista, entre sete equipas do primeiro escalão.

Valenciennes-Rennes; Ajaccio-Montpellier; Paris Saint-Germain-Lyon e... Quevilly-Marselha. Este é o quadro dos quartos-de-final da Taça de França. Quase todos os nomes são familiares, excepto o do Quevilly. A formação amadora afastou nesta terça-feira o Orléans e marcou encontro com o Marselha.

O Quevilly foi fundado em 1902 e recusou sempre adoptar o estatuto profissional, em memória do presidente fundador Amable Lozai. Actualmente os “canários” competem no Championnat National, o terceiro escalão do futebol francês.

Mas mesmo sendo amadora, a equipa conseguiu alguns marcos históricos ao longo dos anos. Em 1927 foi finalista da Taça de França, tendo sido derrotada precisamente pelo Marselha (0-3). Desde então, esteve duas vezes nas meias-finais: em 1968 (afastado pelo Bordéus, no prolongamento) e em 2010 (eliminado pelo Paris Saint-Germain).

Este ano, o Quevilly já afastou o Racing Clermont, Feignies, Tour d’Auvergne Rennes e Angers. Nesta terça-feira, derrubou o Orléans no prolongamento, com golos de Pierrick Capelle e Anthony Laup.

Esta vitória deixou encontro marcado entre o Quevilly e o Marselha. Os amadores, nonos classificados do terceiro escalão, vão receber o quarto classificado da Ligue 1, que está também a disputar os oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

A equipa de Régis Brouard terá no Marselha um adversário complicado. Mas também a oportunidade de fazer história e vingar a derrota na final de 1927.