Chelsea

Villas-Boas diz que conta com “total confiança” de Abramovich

"Temos que fazer algumas mudanças", afirma o treinador
Foto
"Temos que fazer algumas mudanças", afirma o treinador Foto: Tony Gentile/Reuters

O treinador do Chelsea, André Villas-Boas, garante que merece “total confiança” do proprietário do clube inglês de futebol, Roman Abramovich, e que vai permanecer até 2015.

“Com a total confiança do proprietário do clube, vou continuar a fazer o meu trabalho, o resto desta época e nos dois anos seguintes”, assegurou o técnico português, na antecipação da visita de terça-feira ao Nápoles, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Depois da saída de José Mourinho, em 2007, Villas-Boas é o quarto técnico dos londrinos, depois de Avam Grant, Luis Felipe Scolari e Carlo Ancelotti, todos demitidos por Abramovic.

Villas-Boas começa também a ser bastante contestado, numa onda de críticas que se agudizou com o recente empate 1-1 com o “secundário” Birmingham, nos oitavos de final da Taça de Inglaterra.

No entanto, o antigo treinador do FC Porto considera que “há uma mudança na forma de encarar os projectos de futuro” no Chelsea e promete troféus num curto prazo.

“A especulação faz parte do passado deste clube, mas têm de compreender que existem agora perspectivas diferentes. Desde 2004, o clube sofreu grandes mudanças, no melhor sentido. Ganhou muitos títulos e nós queremos perpetuar esse percurso no futuro”, insistiu Villas-Boas.

Para o conseguir, o treinador português já tem a receita: “temos que fazer algumas mudanças, porque não podemos manter os mesmos hábitos de 2004, quando foram criadas as condições para uma equipa ganhadora”.

Em quinto lugar na liga inglesa, e fora do apuramento para a Liga dos Campeões da próxima época, o Chelsea já leva quatro jogos consecutivos sem ganhar (três empates e uma derrota), tendo agora que repetir o jogo dos “oitavos” da Taça, agora em Birmingham, para manter as aspirações de apuramento para a fase seguinte.