Liga dos Campeões

Bruno Alves: “FC Porto é campeão e mais forte que o Benfica”

Bruno Alves quer vencer o Benfica
Foto
Bruno Alves quer vencer o Benfica Foto: DR

O defesa português do Zenit considera o Benfica um adversário acessível à equipa russa e reforçou a confiança na qualificação para os quartos-de-final da Champions.

O Zenit defronta quarta-feira os “encarnados”, nos oitavos-de-final da Champions, e o técnico italiano Luciano Spalletti tem algumas baixas importantes no plantel: desde logo o internacional português Danny, com uma lesão grave que o obriga a uma paragem de oito meses, mas também o defesa Domenico Criscito, com uma infecção no estômago, estando o guarda-redes Vyacheslav Malafeev, com uma lesão muscular, em dúvida.

Mesmo assim, Bruno Alves acredita que a sua equipa pode mesmo assim ultrapassar as dificuldades. E embora tenha reconhecido, em declarações reproduzidas pela agência AFP, a força do Benfica, o ex-central portista fez um paralelo com o FC Porto para mostrar que a sua equipa pode seguir em frente.

“Nós já vencemos o FC Porto 3-1 na fase de grupos. O FC Porto é o campeão português e é actualmente mais forte do que o Benfica. Espero que possamos atingir os nossos objectivos e passar à fase seguinte”, sublinhou Bruno Alves.

Spalletti aposta na vitória

O objectivo é partilhado com o treinador do Zenit, Luciano Spalletti, rejeitando desculpas com as más condições atmosféricas. “Temos uma equipa forte mentalmente. Podemos superar a ausência dos lesionados. Temos tudo, mas não temos desculpas, não podemos arranjar justificações. Queremos vencer o Benfica, e ponto final”, garantiu, na conferência de imprensa de antevisão da partida.

Spalletti considerou mesmo que o estado do relvado, danificado pelo frio e pela neve, até poderá jogar a favor do Benfica: “Talvez amanhã [quarta-feira] esteja frio, mas para os que estarão a ver e não para quem estiver no relvado. Quando há problemas com a qualidade da relva, a vantagem pertence à equipa mais técnica, porque ela tem de mostrar uma técnica ainda maior. O Benfica tem uma técnica excelente, talvez melhor do que a nossa”, acrescentou.

O técnico disse que viu jogos do Benfica e que “as estatísticas falam a favor” dos lusos, uma vez que “é a equipa primeira classificada no campeonato português, a uma vantagem razoável do FC Porto e que venceu inúmeros jogos seguidos”. “Não obstante, queremos vencer o jogo, temos vontade de escrever uma nova página na história do Zenit”, frisou Spalletti.

O avançado russo Alexandre Kerzhakov considerou que será difícil resolver completamente a passagem à fase seguinte em São Petersburgo. “Amanhã [quarta-feira], bem como em Portugal [na segunda mão], iremos jogar para vencer. Faremos tudo para passar à fase seguinte, embora seja muito difícil resolver a questão em casa”, disse.

“O Zenit é capaz de bater qualquer adversário, mas só se conseguirmos mostrar as nossas melhores qualidades”, acrescentou Kerzhakov, desvalorizando a importância das baixas temperaturas que se fazem sentir em São Petersburgo: “As condições meteorológicas são iguais para as duas equipas”.