Benfica

Jesus e a renovação de contrato: "Não me quero iludir"

Pablo Aimar mereceu rasgados elogios de Jorge Jesus
Foto
Pablo Aimar mereceu rasgados elogios de Jorge Jesus Foto: Stringer/Reuters (Arquivo)

Elogios a Pablo Aimar e ao Nacional e cautelas no que respeita à renovação de contrato com o Benfica. Foram estes os dois pontos essenciais da conferência de imprensa de Jorge Jesus, na véspera da 18.ª jornada da Liga.

“Aimar é um génio para quem aprecia o futebol como arte. Ele tem aquilo que faz a diferença. E tem paixão. Tem 32 anos, todos os dias é um exemplo, treina com um sorriso nos lábios. Estou muito satisfeito e penso que todos os amantes do futebol também”. Jorge Jesus referia-se, desta forma, ao prolongamento de contrato do médio argentino por mais uma época, acordo que foi confirmado na quinta-feira.

O dinamizador das acções ofensivas do Benfica, de resto, deverá ser uma aposta inicial do técnico para o jogo de sábado, com o Nacional, um adversário que mereceu palavras elogiosas: “É uma boa equipa, que disputou as eliminatórias da Liga Europa. Tem jogadores com experiência. É uma equipa que joga para os primeiros seis classificados, que foi até às meias-finais da Taça. Tem bons jogadores e vai criar-nos imensas dificuldades”.

O bom momento que o Benfica atravessa é, porém, motivo mais do que suficiente para Jesus acreditar num desfecho favorável. “Quem está à frente tem níveis maiores de confiança e isso é mais fácil de gerir. Neste momento estamos embalados para a conquista de jogo a jogo”, considera.

”Vai ser o futuro da selecção portuguesa”

Sobre o calendário da selecções e os compromissos do final do mês, que deverão provocar a ausência de vários elementos do plantel, o técnico do líder do campeonato foi cauteloso. “Temos de respeitar as datas FIFA. Estamos sujeitos, como todos os clubes, a estas situações. No caso do Cardozo, são horas de voo enormes. Mas estamos preparados e adaptados a essa situação. Vamos ter de definir em função do que acontecer com o Cardozo. Até pode ir e não jogar...”

Independentemente da presença ou ausência do paraguaio, há outras opções para a frente de ataque. Uma delas é Nelson Oliveira, que apontou um golo no último jogo dos “encarnados”, para a Taça da Liga. “O Nélson tem tido as oportunidades dele. Este último jogo foi o melhor que ele fez. Tem vindo a evoluir. Há muita coisa que ainda tem que aprender. E isso só se consegue com muito trabalho. É dentro destes princípios que acreditamos que é um produto com muito potencial”, analisa, para depois avançar com uma previsão: “Ele vai ser o futuro da selecção portuguesa, disso eu tenho a certeza”.

”Não me quero iludir”

Depois de Luís Filipe Vieira ter referido, em entrevista à RTP1, que acreditava na renovação de contrato (que termina em 2013) com Jorge Jesus, o técnico jogou à defesa. “Tenho mais um ano de contrato com o Benfica. No futebol, treinadores e jogadores têm de viver o dia-a-dia. Estamos dependentes de resultados. As opiniões mudam muito facilmente. Não me quero iludir e não me vou iludir enquanto for treinador de futebol”.

Para já, está concentrado no futuro imediato. E o futuro pós-Benfica-Nacional é o jogo da Liga dos Campeões, frente ao Zenit. Sobre Danny (que se lesionou gravemente e vai falhar o Euro 2012) , disse ser uma peça influente na dinâmica dos russos mas lamentou a gravidade da lesão. “Do ponto de vista desportivo, é bom para o Benfica. Do ponto de vista do respeito pelo Danny como profissional, não é. Preferia que ele tivesse uma lesão só por 15 dias, só para não jogar com o Benfica”.

Lista de convocados para o jogo com o NacionalGuarda-redes

Artur e Eduardo.

Defesas

André Almeida, Miguel Vítor, Garay, Luisão, Emerson e Capdevila.

Médios

Matic, Javi García, Witsel, Bruno César, Nolito, Aimar e Gaitán.

Avançados

Cardozo, Saviola, Rodrigo e Nélson Oliveira.