Torne-se perito

O novo álbum dos Tindersticks já pode ser ouvido aqui

Os Tindersticks apresentam o novo trabalho em Portugal no próximo mês
Foto
Os Tindersticks apresentam o novo trabalho em Portugal no próximo mês DR

“The Something Rain” só chega às lojas no dia 20 mas durante esta semana vai estar em escuta no Ípsilon

O próximo álbum dos britânicos Tindersticks só chega às lojas no próximo dia 20 mas esta semana, no Ípsilon, é possível ouvir na íntegra o nono longa duração da banda de Stuart Staples. “The Something Rain” é o álbum que traz de volta a Portugal os Tindersticks para dois concertos em Março.

Com mais de 20 anos de carreira e uma longa ligação aos palcos portugueses, os Tindersticks vêm apresentar o novo trabalho ao Festival Para Gente Sentada, no dia 25 de Março, em Santa Maria da Feira, e ao São Jorge, em Lisboa, no dia 26.

A banda de Stuart Staples, que em 2011 actuou no festival Marés Vivas e no IndieLisboa, neste último onde apresentou um concerto especial dedicado às bandas sonoras criadas ao longo dos últimos 13 anos para a realizadora Claire Denis, vem agora dar a conhecer “The Something Rain”, gravado entre Maio de 2010 e Agosto de 2011 e que inclui nove canções, entre elas o single “Medicine”.

Os Tindersticks contam já com uma longa carreira, que apenas se viu interrompida por uns anos, quando Stuart A. Staples se decidiu dedicar a uma carreira a solo e editou dois discos. No ano passado, o vocalista passou em nome próprio pelo festival Sintra Misty.

O primeiro álbum dos Tindersticks foi lançado em 1993 e desde então os britânicos já contam com oito discos de originais já editados. A banda é também conhecida pela contribuição para bandas sonoras de filmes da realizadora francesa Claire Denis, tendo produzido quatro delas: "Nenette et Boni", "Trouble Every Day", "35 Shots of Rum" e "White Material".

Da formação original dos Tindersticks estão apenas Stuart Staples na voz e guitarra, Neil Fraser na guitarra e David Boutler nos teclados, depois da saída de três músicos em 2006.

Sugerir correcção