Presidente da Sonangol nomeado ministro de Estado

Foto
Manuel Vicente, aqui ao lado do presidente da CGD, Faria de Oliveira Hugo Correia/Reuters

A informação consta de uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República divulgada pela Angop, agência de notícias angolana.

Em Setembro do ano passado, o semanário local Novo Jornal afirmava que José Eduardo dos Santos tinha escolhido Manuel Vicente para lhe suceder no cargo. As eleições presidenciais estão previstas para Setembro deste ano. Em 2009, Manuel Vicente foi eleito para o Bureau Político do MPLA.

Informação divulgada pouco antes de conhecida a nomeação de Vicente por Eduardo dos Santos dava conta da exoneração da sua exoneração da Sonagol, onde é substituído por Francisco de Lemos José Maria, que era administrador executivo da petrolífera estatal angolana.

Para o cargo deixado vago por Francisco de Lemos José Maria irá Raquel Ruth da Costa David Vunge, que passa assim a administradora executiva da Sonangol.

Com 55 anos, formado em Electrónica pela Universidade Agostinho Neto, ex-jogador de futebol e antigo professor, Manuel Vicente comandava a petrolífera nacional angolana desde 1999 (foi o seu quarto presidente, depois de Percy Freundenthal, Hermínio Escórcio e Joaquim David), tendo expandido a empresa após o fim do conflito no país. Em Portugal, a empresa é accionista indirecta da Galp, juntamente com Isabel dos Santos (filha do presidente angolano) e é o maior accionista do BCP, com cerca de 14%.

Sugerir correcção
Comentar