O Mundial do Brasil tem de ter cerveja

Foto
Jerome Valcke na conferência Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

O secretário-geral da FIFA, Jerome Valcke, disse que o direito de vender cerveja deve estar consagrado na lei brasileira para o próximo Campeonato do Mundo, em 2014 no Brasil.

As bebidas alcoólicas estão banidas dos estádios brasileiros e o ministro da saúde do Brasil já apelou ao Congresso para manter a proibição na lei.

Budweiser é um dos principais patrocinadores da FIFA

Valcke está de visita ao Brasil para pressionar o congresso para aprovar uma lei que tem sido muito atrasada para o Mundial. E em declarações aos jornalistas brasileiros no Rio de Janeiro, motrou-se frustrado com as autoridades brasileiras.

“As bebidas alcoólicas fazem parte de um Mundial, por isso temos de as ter. Peço desculpa se pareço arrogante, mas é algo que não é negociável”, disse o secretário-geral da FIFA. “A oportunidade de termos o direito de vender cerveja tem de estar na lei”, disse, citado pela BBC.

Durante a sua visita no Brasil, Valcke passou revista a estádios de 12 cidades que receberão o próximo Mundial. E criticou os avanços na construção dos recintos, afirmando que o Brasil ainda não tem as infra-estruturas prontas para receber os adeptos visitantes.

Sugerir correcção
Comentar