Futebol

Bwin e Liga de clubes recorrem juntas contra proibição de publicidade de apostas "online"

A publicidade a apostas "online" está em perigo em Portugal
Foto
A publicidade a apostas "online" está em perigo em Portugal Foto: Enric Vives-Rubio

A Bwin, patrocinadora da Taça da Liga, vai apresentar recurso conjunto com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) da decisão do tribunal de primeira instância de proibição de toda a publicidade da operadora de apostas desportivas “online”.

O prazo para entrega do recurso conjunto no Tribunal da Relação termina a 8 de Fevereiro e, neste momento, está a ser elaborada a contestação à decisão da 3.ª Secção da 3.ª Vara do Tribunal Cível do Porto em negar o efeito suspensivo do acórdão de 28 de Setembro de 2011.

Em comunicado, a LPFP já tinha referido que ia recorrer para a Relação e considerou, em comunicado, que a decisão da primeira instância “lesa de forma muito significativa o financiamento do futebol profissional em Portugal”.

A Bwin é a principal patrocinadora da Taça da Liga - na época passada, distribuíram-se 3,8 milhões de euros aos clubes - e, na altura, a empresa alertou para a possibilidade de se fazer jurisprudência, uma vez que existem mais processos instaurados a outras empresas de apostas.

O caso diz respeito a uma batalha jurídica iniciada em 2005 pela Santa Casa da Misericórdia e a Associação Portuguesa de Casinos, que requereram uma providência cautelar destinada a obter a suspensão do contrato de patrocínio entre a Bwin e a LPFP.