Futebol

António Oliveira acusa Olivedesportos de dominar FPF e Liga

António Oliveira admite ter sido contratado para seleccionador por influência da Olivedesportos
Foto
António Oliveira admite ter sido contratado para seleccionador por influência da Olivedesportos Paulo Novais/Lusa

O ex-seleccionador nacional António Oliveira garantiu este sábado à noite, em entrevista à RTP Informação, que o futebol português é totalmente dominado pela Olivedesportos, presidida pelo seu irmão e ex-sócio Joaquim Oliveira e defende uma mudança drástica da situação.

“O presidente da Federação [Portuguesa de Futebol - FPF] é colocado por um lobby fortíssimo que existe em Portugal. O presidente da Liga é colocado na Liga por interesses do lobby que domina o futebol em Portugal, que é a Olivedesportos, obviamente. Mas eu já o disse publicamente. Sem o ‘São Martinho’ de Penafiel [terra natal de Joaquim e António Oliveira] alguma vez o Fernando Gomes iria para presidente da Liga?”, questionou o ex-treinador, admitindo também ter sido chamado para a selecção nacional por influência da Olivedesportos.

“Não tenho dúvida absolutamente nenhuma que fui seleccionador por causa da Olivedesportos (…) Até do meu mérito pessoal eu duvidei num dado momento. Depois de eu já lá estar comecei a perceber - e um dos senhores que me fez perceber isso foi esse senhor Gilberto Madaíl - que dava impressão que eu estava lá porque era da Olivedesportos. Dava a impressão de que eu tinha sido contratado para a selecção porque era da Olivedesportos. E para eu desfazer esta ideia… E para deixar que as pessoas de fora não percebessem ou não entendessem ou não pensassem como ele [Gilberto Madaíl] estava a pensar e, provavelmente, a transmitir essa ideia, deixando-a cair nos corredores. Isso provocou-me um grande desgaste e muito incómodo”, admitiu António Oliveira, que comandou a selecção nacional entre 1994-1996 e 2000-2002.

O ex-técnico e ex-presidente do Penafiel defendeu uma alteração deste “status quo”, de domínio da empresa que detém os direitos de transmissões televisivas, para alterar o actual panorama do futebol nacional, considerando que, para já, os clubes têm sido coniventes: “Isto é tudo conversa: o Benfica dizer que está zangado com o FC Porto e o FC Porto dizer que está zangado como Sporting… Isto é tudo conversa.”

"O presidente da Federação Portuguesa de Futebol [Fernando Gomes], tal como o anterior [Madaíl], que foi metido pela Olivedesportos, é o substituto, o continuador, o homem de mão que a Olivedesportos continua a ter e terá também na Liga”, garantiu.