Fotogaleria
A Casa da Música convidou Igor, em Setembro de 2011, para ser o jovem compositor residente em 2012Nelson Garrido
Fotogaleria
Igor já iniciou um trabalho para o Remix Ensemble, que deve estrear em Novembro de 2012 Fernando Veludo/nFactos
Fotogaleria
A Casa da Música convidou Igor, em Setembro de 2011, para ser o jovem compositor residente em 2012Nelson Garrido
Fotogaleria
Igor já iniciou um trabalho para o Remix Ensemble, que deve estrear em Novembro de 2012 Fernando Veludo/nFactos

Igor Silva é o jovem compositor da Casa da Música em 2012

Igor Silva escreve partituras. Em Portugal, "as pessoas parecem esquecer-se" que os compositores existem, diz o músico

Igor Silva foi escolhido para ser, em 2012, o jovem compositor residente da Casa da Música, no Porto. O músico de 22 anos é mestrando em Composição e Teoria na Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (ESMAE), no Porto.

O jovem tem a certeza de que está no curso certo, embora nem todos concebam que a Composição possa ser, também ela, um curso superior. Mas ele brinca com isso: “As pessoas acham que a composição terminou no século XIX com Wagner ou, então, que os compositores se fecham no quarto a escrever, com pouca luz e de lá não saem”. A estreia de uma obra composta por si está marcada para 18 de Setembro, na Casa da Música. A obra será interpretada pelo Dryads Duo. 

A paixão pela música acompanha-o desde criança, mais precisamente desde a altura em que fora inscrito pelos pais na Escola de Música Pedro Fesch, em Leça do Balio, para aprender guitarra clássica. Aos dez anos, conta, quando já tinha relativa autonomia musical, uma “autonomia ingénua”, começou a sentir “necessidade de escrever coisas” que não haviam sido escritas.

Inspirações: John Scofield e Pat Metheny

Aos 14 anos deu os primeiros passos no mundo do jazz e, desde então, tornou-se impossível dissociar a composição da expressão musical através da guitarra. O “I Can See Your House From Here”, dos guitarristas John Scofield e Pat Metheny, foi o primeiro álbum que se lembra de ter ouvido e tentado reproduzir. A “novidade e a frescura” eram inegáveis, diz Igor.

O jovem compositor, contudo, sempre foi fascinado pelas Ciências e Tecnologias - motivo que o levou a escolher esta área quando terminou o 9.º ano do Ensino Básico. Mas, esta “infeliz ideia”, diz entre sorrisos, terminou assim que chegou à faculdade, tendo-se inscrito, sem hesitações, na ESMAE, em Composição Musical.

Terminou a licenciatura com média final de 17 valores, mérito que foi reconhecido pela Casa da Música, que depressa o convidou, em Setembro de 2011, para jovem compositor residente. Esta nova etapa terá início oficial em Setembro de 2012, mas Igor já iniciou o seu primeiro trabalho para o Remix Ensemble, que deve estrear em Novembro de 2012.

No futuro, gostava de estudar e compor em Viena, cidade a que é atribuído o título de capital mundial da música.

Texto actualizado às 11h27

Sugerir correcção