Alienação de empresas públicas

China Three Gorges deseja manter actual equipa executiva da EDP

António Mexia, presidente executivo da EDP
Foto
A EDP tem pago a CESE, mas com avisos de que uma medida extraordinária não se pode tornar regra Foto: Paulo Ricca

A empresa de energia China Three Gorges Corporation (CTG), que ganhou o concurso internacional para comprar 21,35 por cento do capital da EDP, tenciona manter a equipa executiva da empresa, disse hoje à agência Lusa o seu presidente, Cao Guangjing.

Cao Guangjing escusou pronunciar-se acerca de qualquer gestor em particular, mas salientou que “a equipa executiva da EDP é uma equipa muito boa” e a Three Gorges deseja mantê-la “para assegurar a estabilidade” da empresa.

A EDP tem uma Administração executiva de sete elementos, presidida por António Mexia, cuja remuneração de mais três milhões de euros em 2009 gerou polémica no país.

“Claro que devemos discutir ainda o assunto com o Governo português e com os outros accionistas, mas na minha opinião, devemos manter a equipa executiva (da EDP)”, afirmou Cao Guangjing.