"Mistérios de Lisboa" é o melhor filme estrangeiro para a International Press Academy

Foto

"Mistérios de Lisboa" continua em destaque no panorama internacional

O filme "Mistérios de Lisboa", adaptação do romance de Camilo Castelo Branco feita pelo chileno Raul Ruiz, que morreu em Agosto, continua a destacar-se entre a imprensa e a crítica estrangeira. Depois de na semana passada ter sido premiado com o galardão de melhor filme estrangeiro para a crítica canadiana, o filme repetiu a mesma proeza e foi distinguido na mesma categoria, na edição deste ano dos Golden Satellite Awards, atribuídos pela International Press Academy.

O filme, que se estreou em Portugal no final do ano passado, estava ainda nomeado nas categorias de melhor direcção artística e melhor guarda-roupa, responsabilidade da directora de arte Isabel Branco.

Na corrida ao galardão de melhor filme estrangeiro, "Mistérios de Lisboa" concorria com filmes como "Faust", de Aleksandr Sukorov (Leão de Ouro 2011), "O Miúdo da Bicicleta", dos irmãos Dardenne (Grande Prémio do Júri em Cannes 2011) ou "Uma Separação", de Asghar Farhadi (Urso de Ouro 2011).

A adaptação da obra oitocentista, com argumento de Carlos Saboga e produzida por Paulo Branco, retrata a história de Pedro da Silva (João Baptista), um órfão de um colégio interno que, através do padre Dinis (Adriano Luz), descobre a identidade da mãe, a condessa Ângela de Lima (Maria João Bastos).

O filme, que já se estreou em França, EUA, Inglaterra, Espanha, Taiwan, Suiçae Bélgica, já conquistou a Concha de Prata de Melhor Realizador no Festival de San Sebastián, o prestigiado Prémio Louis Delluc, o Prémio da Crítica no Festival de Cinema de São Paulo, e foi ainda nomeado para o Prémio Lux do Parlamento Europeu. No próximo ano chegará aos cinemas do Japão e do México.

O grande vencedor dos Golden Satellite Awards foi "The Descendants", de Alexander Payne, protagonizado George Clooney, que representa um pai que tenta reatar a ligação com as duas filhas. O filme foi considerado o melhor do ano e venceu ainda na categoria de melhor argumento adaptado.

Nicolas Winding Refn foi distinguido com o prémio de melhor realizador por "Drive - Risco Duplo", filme no qual se destacou Ryan Gosling, escolhido como o melhor actor. Viola Davis foi considerada a melhor actriz pelo seu papel em "As Serviçais". "As Aventuras de Tintin" venceu na categoria de melhor filme de animação e "Senna", que conta a história do piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, foi considerado o melhor documentário.